Andressa Mendonça é acusada de praticar violência e ameaça em conversa com juiz Alderico Rocha Santos

Agência Estado

A empresária Andressa Alves de Mendonça, mulher de Carlos Augusto Cachoeira, o Carlinhos Cachoeira - que está detido na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal - foi denunciada nesta quarta-feira (03) pelo Ministério Público à Justiça Federal de Goiás. Segundo os procuradores Daniel Resende Salgado e Raphael Perissé, ela ofereceu vantagem ao juiz federal Alderico Rocha Santos para tentar libertar seu então noivo Cachoeira.

Saiba mais sobre a CPI do Cachoeira
Advogado diz que Cachoeira descansa em praia da BA 'por recomendações médicas'
Evangélico, Cachoeira se casa com Andressa, mas sem viagem de lua de mel

Carlinhos Cachoeira e a mulher, Andressa Mendonça
Futura Press
Carlinhos Cachoeira e a mulher, Andressa Mendonça

Acusado de comandar um amplo esquema ilegal de jogos de azar que se estendeu a vários Estados, Cachoeira foi preso pela Polícia Federal na Operação Monte Carlo, deflagrada pela PF em fevereiro de 2012.

Na denúncia, Andressa foi acusada ainda de praticar violência e grave ameaça "com vontade livre e consciente" na conversa com o juiz Alderico, que a recebeu em 26 de julho, quatro meses após a operação da PF.

Nesse encontro, o juiz Alderico não chegou a determinar sua prisão em flagrante, segundo contou, por estar em dúvida, visto que não foi feita uma clara oferta em dinheiro. Ainda assim, ele comunicou o episódio à PF, para a qual o crime estava configurado. Disse que, em seu gabinete, ela insistiu em falar a sós dizendo que sabia de um dossiê a respeito dele. Exibiu um papel com vários nomes (que a PF periciou depois) - Luis Pires, Maranhense e Marcelo Miranda.

O Ministério Público fez a investigação e ofereceu a denúncia na segunda-feira, 1º. A decisão de abrir ação penal cabe agora à Justiça Federal. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.