Dilma anunciará ‘pacto pela menor tarifa’ em reunião com governadores

Por Luciana Lima - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Para conter onda de manifestações, presidente incluirá no Plano Nacional de Mobilidade Urbana R$ 3 bilhões em desonerações e R$ 100 bilhões em investimentos

A presidente Dilma Rousseff, em reunião com os governadores de 27 Estados e prefeitos de capitais, anunciará nesta segunda-feira (24) o Plano Nacional para melhoria do transporte público que incluirá R$ 3 bilhões em desonerações que atingiram impostos como PIS, Cofins, ICMS e ISS. Dilma também anunciará a desoneração de IPI para compra de ônibus. O plano foi anunciado em cadeia nacional na última sexta-feira (21).

Leia mais: Dilma convoca governadores para pacto de melhoria dos serviços públicos

Protestos: Mais de 1 milhão de pessoas vão às ruas e vandalismo se espalha pelo País

Análise: A presidenta Dilma Rousseff falou, mas não disse

Dilma quer firmar com os governadores e prefeitos “um pacto pela menor tarifa”. Entre as medidas previstas no plano estão o investimento de R$ 50 bilhões em obras de mobilidade urbana e mais R$ 50 bilhões em infraestrutura. Além disso, o governo também anunciará crédito suplementar para renovação de frota e também a revisão das planilhas de contratações de serviços na área do transporte público.

A intenção da presidente é surpreender governadores e prefeitos com essas propostas e também demonstrar ações do governo federal com o objetivo de conter a onda de manifestações que levou mais de 1 milhão às ruas. Os protestos tomaram conta de várias capitais - Brasília , São Paulo e Rio de Janeiro entre elas - e de várias cidades em protestos tensos que terminaram com a morte de um adolescente em Ribeirão Preto, diversos feridos e locais depredados e saqueados.

A invasão ao Palácio do Itamaraty deixou as autoridades palacianas "assustadas" e "chocadas". Elas consideraram este fato "muito grave". Houve episódios de violência em cidades como Salvador, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belém e Campinas.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas