Câmara de SP define na terça se aprova CPI dos Transportes; veja quem apoia

Por Natália Peixoto - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Vereadores decidem se aprovam comissão para investigar contratos e gastos das empresas de ônibus da capital; manifestantes preparam protesto em frente à Câmara

Os vereadores de São Paulo decidirão nesta terça-feira (25) se aceitam ou não a abertura de uma comissão para investigar os contratos da prefeitura com as empresas e cooperativas de ônibus da capital. O autor da proposta, o vereador Ricardo Young (PPS), pedirá na reunião do colégio de líderes da Câmara Municipal, marcada para as 14 horas, que a proposta seja votada no plenário na sessão de amanhã. Para pressionar os vereadores a aprovar a CPI, manifestantes convocaram por meio das redes sociais um protesto em frente à Câmara.  

Poder Online: Internautas convocam protesto por abertura de CPI dos transportes em SP

No Estado: Em resposta a manifestações, Alckmin defende 'pacto' pela reforma política

Estradas: Governo de São Paulo suspende reajuste dos pedágios nas rodovias estaduais

Transporte público: Haddad e Alckmin anunciam redução no preço da passagem

Na semana passada, quando protocolou o pedido de abertura da CPI dos Transportes, Young conseguiu 23 das 19 assinaturas necessárias. Para instalar a comissão, ele precisa agora da adesão de 38 dos 55 vereadores no plenário. O líder do governo na Casa, o vereador Arselino Tatto, irmão do secretário dos Transportes Jilmar Tatto, já se manifestou contrário à proposta. A base do governo soma 42 parlamentares.

Antes de protocolar a CPI, Young pediu que a SPTrans envie à Câmara a tabela de custos das concessionárias, usadas como base no cálculo de elaboração da tarifa, independentemente da abertura. O vereador chamou a empresa de “caixa preta”.

Os custos do transporte público na cidade vêm sendo questionados desde o dia 6 de junho, quando o Movimento Passe Livre (MPL) começou uma série de manifestações que levaram milhões às ruas. Entre os que participarão dos protestos em frente à Câmara na terça-feira estão representantes do Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da USP e do MPL.

Veja quais são os vereadores que aprovaram o protocolo de abertura da CPI dos Transportes:

Laércio Benko (PHS)

Ricardo Nunes (PMDB)

Rubens Calvo (PMDB)

Wadih Mutran (PP)

Ari Friedenbach (PPS)

Ricardo Young (PPS)

Atílio Francisco (PRB)

Ota (PSB)

Antonio Goulart (PSD)

Edir Sales (PSD)

Andrea Matarazzo (PSDB)

Claudinho de Souza (PSDB)

Coronel Telhada (PSDB)

Eduardo Tuma (PSDB)

Floriano Pesaro (PSDB)

Mário Covas (PSDB)

Alfredinho (PT)

Juliana Cardoso (PT)

Paulo Fiorilo (PT)

Nabil Bonduki (PT)

Vavá dos Transportes (PT)

Conte Lopes (PTB)

Paulo Frange (PTB)

Gilberto Natalini (PV)

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas