Protestos fazem Dilma cancelar viagens

Por Agência Estado | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente não vai mais ao japão, após avaliar que momento não era o ideal para se ausentar do País

Agência Estado

Wilson Dias/ABr
A presidente Dilma Rousseff

O clima de apreensão gerado pela onda de manifestações em todo o País nesta quinta-feira (20) levou a presidente Dilma Rousseff a cancelar a agenda de viagens dos próximos dias. Ela iria nesta sexta-feira, 21, a Salvador (BA), para lançar o Plano Safra para o Semiárido, e na semana que vem faria uma viagem ao Japão.

Leia também:

PSDB vai à paisana e PT escolhe o vermelho para sair às ruas hoje

Mesmo com tarifas reduzidas, protestos se espalham por todo o País


Haddad e Alckmin anunciam redução no preço da passagem em São Paulo

A presidente avaliou que a missão ao Japão seria muito longa e que não seria o momento de ela ficar afastada uma semana do País. Em relação a Salvador, o cancelamento foi acertado com o governo Jaques Wagner (PT). A ida à capital baiana deverá ser realizada na próxima semana.

Mesmo após a redução das tarifas nas duas capitais mais populosas do País ontem, dezenas de protestos acontecem hoje ao redor do Brasil. As manifestações estão marcadas para as principais capitais - pelo menos 10 já reduziram suas tarifas - e também ocorrerão em diversas cidades menores em quase todos os Estados.

Leia tudo sobre: Dilmaprotestos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas