Para não perder a validade, MP precisa agora passar pelo Senado até quinta-feira

Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória (MP) 590 que prevê a complementação da renda mínima mensal, para R$ 70 por pessoa, das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família. O objetivo da proposta é a superação da extrema pobreza. A medida provisória precisa ser aprovada pelo Senado até a próxima quinta-feira (9), sob pena de perder eficácia.

Leia mais:

Dilma avalia que País superou pobreza extrema

Dilma exalta sucesso do Bolsa Família e ataca 'correntes conservadoras'

Dilma prepara inclusão de mais 700 mil famílias no Brasil Sem Miséria

A MP original previa a complementação apenas para as famílias com crianças entre 7 e 15 anos de idade. No entanto, na comissão mista, o texto foi alterado e aumentou o alcance do benefício para todas as famílias e não apenas para aquelas que tenham crianças e adolescentes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.