Sem Serra e com Alckmin, Aécio é aclamado em evento do PSDB em SP

Por Ricardo Galhardo , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Governador de São Paulo defendeu que senador mineiro, provável candidato à Presidência em 2014, assuma o comando do PSDB

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi recebido em evento do diretório paulista do PSDB nesta segunda-feira como futuro candidato tucano à Presidência da República em 2014. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, defendeu ainda que Aécio assuma a presidência do PSDB em maio, consolidando mais um degrau para a candidatura presidencial do ano que vem. 

Leia mais: PT critica PSB de Campos, mas diz que adversário é Aécio

Datafolha: Pesquisa mostra Dilma com 58%, Marina com 16% e Aécio com 10%

"Que você, Aécio, assuma a presidência do PSDB, percorra o Brasil, fale com o povo brasileiro e una o partido", disse Alckmin ao lado do senador mineiro, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e de lideranças tucanas do Estado de São Paulo. Para tucanos presentes no evento, o PSDB já resolveu a questão e Aécio será oficializado presidente do partido em maio.

Futura Press
Aécio é aclamado em evento do PSDB em São Paulo ao lado de Alckmin

O ex-governador de São Paulo José Serra foi a grande ausência do evento do partido. Fernando Henrique afirmou que Serra viajou aos Estados Unidos para participar de uma homenagem a um acadêmico próximo à sigla. 

Em seu discurso, Aécio pregou unidade no partido e evitou falar em candidatura presidencial. "Não é hora ainda de antecipar o debate eleitoral. Quem fez isso foi o governo", disse o senador. "O PSDB não tem sequer o direito de se negar a apresentar ao Brasil uma alternativa ao modelo de governo que está aí."

Leia também: Para 2014, Eduardo Campos mira na base de Aécio Neves

Lula: Candidatura de Campos seria 'risco' à aliança histórica PT e PSB

O senador mineiro bateu em duas teclas: a da ética e a da competência. Fez fortes críticas à gestão da presidente Dilma, disse que é um governo desgastado e que só joga o vale tudo politico. "(Eles) quere ganhar a eleição para quê?", questionou. "Vamos contra a arrogância do governo responder com unidade. Queremos governar o Brasil", afirmou Aécio que promete rodar o País quando chegar a hora da campanha.

O senador José Aníbal (PSDB-SP) disse que Aécio sai de São Paulo aclamado. “Hoje foi uma manifestação fortíssima de convergência, inclusive com destacada participação do ex-presidente Fernando Henrique”, afirmou

Aécio chegou ao diretório paulista do PSDB acompanhado de Fernando Henrique e de Alckmin. Ele foi recebido aos gritos de "Aécio Presidente" e com faixas que diziam "o PSDB de São Paulo está com Aécio". Uma das músicas tocadas antes da chegada do senador, no entanto, era um jingle eleitoral de Serra.

Com Reuters

Leia tudo sobre: aécio nevesgeraldo alckminjosé serrapsdbeleições 2014

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas