Senado aprova pedido de Collor para que TCU investigue Gurgel

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Senador apresentou requerimento contra o procurador-geral da República para que se apure a compra de 1.200 tablets; Gurgel chama pedido de ‘risível’

O plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira (20) um requerimento do senador Fernando Collor (PTB-AL) que pede para Tribunal de Contas da União (TCU) investigar o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Em fevereiro: Collor acusa Gurgel de 'chantagista' por denúncia ao STF contra Renan

Senado: Renan terá de decidir sobre pedido de impeachment contra Gurgel 

O senador aproveitou o quórum no painel do plenário esta tarde para apresentar o requerimento e conseguir a votação simbólica. Collor pediu a investigação da compra de 1.200 tablets pela procuradoria. Segundo ele, a licitação, no valor de R$ 3 milhões, teria beneficiado a empresa vencedora.

Gurgel recebeu com surpresa a notícia de que será investigado. “Chega a ser risível, não a decisão do Senado, mas o motivo do pedido”, disse

Em nota, a Procuradoria-Geral da República disse que o processo de licitação foi feito “com os requisitos técnicos pertinentes e alinhados às necessidades institucionais” e que não foi questionado enquanto estava em curso. A Mesa Diretora do Senado ainda irá encaminhar ao TCU o requerimento aprovado.

CPI: Collor diz que Gurgel prevaricou ao 'engavetar inquérito' da Operação Vegas

Não é a primeira vez que Collor centra fogo em Gurgel. No ano passado, durante a CPI do Cachoeira, o senador entrou com um pedido de impeachment contra o procurador-geral no Senado e também com representações no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), questionando a demora do procurador-geral em investigar o ex-senador Demóstenes Torres e sua relação com o contraventor Carlinhos Cachoeira.

No início do mês, Collor fez um discurso raivoso contra Gurgel por ter apresentado denúncia ao STF contra Renan Calheiros (PMDB-AL), atual presidente do Senado. O político chegou a chamar o procurador-geral de chantagista e prevaricador.

Com Agência Brasil

Leia tudo sobre: fernando collorprocurador-geralroberto gurgeltabletssenado

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas