Após carnaval na Bahia, Dilma volta a Brasília para discutir Orçamento 2013

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Sem acordo, Congresso remarcou votação para dia 19; presidente também se reúne hoje com o ministro da Educação para tratar da destinação dos royalties do petróleo

Agência Brasil

Depois de passar o carnaval na Base Naval de Aratu, na Bahia, a presidenta Dilma Rousseff volta hoje (13) para Brasília. A previsão é que ela chegue no começo da tarde à Base Aérea de Brasília. Ao desembarcar em Brasília, Dilma tem uma série de atividades e temas para conduzir. Em discussão, educação, o Orçamento Geral da União para 2013 e os vetos pendentes.

Leia também:

Sem Orçamento: Governo edita MP para liberar R$ 42,5 bilhões no início de 2013

Oposição: MP do Orçamento é questionada no STF

Adiamento: Orçamento de 2013 só será votado em fevereiro

Às 15h, a presidenta se reúne com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, no Palácio do Planalto. A expectativa, segundo analistas, é que Dilma e Mercadante conversem sobre a proposta Alfabetização na Idade Certa cuja meta é que todas as crianças aprendam a ler, escrever e fazer contas matemáticas até os 8 anos de idade, e também sobre a destinação dos royalties do petróleo para a educação.

Além disso, a presidente deve receber informações sobre as negociações para a aprovação do Orçamento Geral da União para 2013. Antes do carnaval, o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), tentou um acordo com os líderes partidários para votar a matéria. Porém, sem número suficiente de parlamentares na Casa para aprovar o Orçamento, Renan marcou para o dia 19 de fevereiro, uma nova sessão do Congresso para analisar o tema. Há ainda a análise dos mais de 3 mil vetos pendentes, além de detalhes sobre o Código Penal.

A não votação limita a aplicação dos recursos federais, o que obrigou Dilma a editar uma medida provisória no ano passado liberando recursos para os primeiros meses de 2013.

A presidente retorna a Brasília no momento em que as atenções no país e no mundo estão voltadas para a decisão do papa Bento XVI de renunciar, no próximo dia 28. Ontem (12) o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse que os brasileiros acompanham “com atenção” e respeito a decisão do pontífice.

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, participa hoje, na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília, do lançamento da Campanha da Fraternidade com o tema Fraternidade e Juventude e o lema “Eis-me Aqui, Envia-Me!” - expressão retirada do livro de Isaías, da Bíblia.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas