Gurgel envia a Minas Gerais denúncia de Valério contra Lula

Por Wilson Lima - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Informações serão anexadas a um outro procedimento já instaurado na Justiça mineira que investiga aspectos do escândalo do mensalão que não foram julgaldos pelo STF

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, encaminhou à Procuradoria da República em Minas Gerais (PRMG) o depoimento prestado pelo empresário Marcos Valério, no ano passado, afirmando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria se beneficiado pelo esquema do mensalão.

Leia também: 
Depoimento de Valério contra Lula é 'lamentável', diz Dilma
PT: Declaração de Valério é 'tentativa desesperada' para reduzir pena, diz Falcão

Oposição pede à Procuradoria para investigar ligação de Lula com mensalão

Arquivo/ABr
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel

Segundo Gurgel, as informações serão anexadas a um outro procedimento já instaurado na Justiça mineira que investiga aspectos do escândalo do mensalão que não foram julgaldos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no ano passado.

Reportagem do jornal "O Estado de S.Paulo" publicada em dezembro do ano passado, informou que, em depoimento à Procuradoria-Geral da República (PGR) em 24 de setembro, Marcos Valério teria dito que o esquema do mensalão ajudou a bancar "despesas pessoais" do ex-presidente Lula.

O publicitário condenado a 40 anos no julgamento do mensalão também teria afirmado que o ex-presidente deu "ok", em reunião dentro do Palácio do Planalto, para os empréstimos bancários que viriam a irrigar os pagamentos de deputados da base aliada. O jornal diz que Valério decidiu prestar o depoimento buscando, em troca, proteção e redução da pena.

Em resposta, o PT divulgou nota oficial em repúdio às declarações dizendo que são “uma tentativa desesperada" de tentar diminuir a pena de prisão que Valério recebeu do Supremo Tribunal Federal (STF). Parlamentares da oposição protocolaram na PGR uma representação pedindo investigação do suposto envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no esquema do mensalão.

Com Agência Estado

Leia tudo sobre: mensalãomarcos valériostflulagurgelpgr

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas