Cabeleireiro de Dilma diz que roupa usada em anúncio na TV era 'rosa chiclete'

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Cor do blazer é um dos alvos do PSDB em representação à Procuradoria-Geral contra a presidente; partido citou uso do vermelho, cor do PT, e alega que houve uso eleitoral

Agência Estado

A presidente Dilma Rousseff, que preza por modelos discretos, não poderia imaginar que um blazer nada decotado pode levá-la à dar explicações ao Ministério Público. O PSDB, maior partido de oposição, reclamou da cor do casaco usado por ela na semana passada, durante pronunciamento de TV no qual anunciou a redução da tarifa de energia elétrica.

Leia mais: PSDB pede que Procuradoria investigue uso eleitoral de fala de Dilma 

Reprodução
Dilma vira alvo da oposição por anúncio sobre redução da conta de luz

Os tucanos levaram na terça-feira (29) o caso, junto com outras queixas, à Procuradoria-Geral da República por verem uso da máquina pública com fins de promover a candidaturar à reeleição de Dilma - a sucessão presidencial é no ano que vem. "A presidente Dilma usou roupas vermelhas no pronunciamento oficial em uma clara referência às roupas vermelhas utilizadas na campanha de 2010 (…) fazendo alusão à cor do seu partido", diz a petição, que apontou outros detalhes que comprovariam o tom eleitoreiro na apresentação.

Mas o blazer da discórdia, neste caso, é inocente, segundo o cabeleireiro Celso Kamura, que arrumou pessoalmente a presidente antes da gravação, e confirmou o que o vídeo e as fotos já dão a entender: as vestes, na verdade, não são de tonalidade vermelho-PT, mas "eram sem dúvida rosa chiclete Ping-Pong", segundo definição do hair stylist.

Assista: Dilma anuncia redução de 18% na conta de luz e descarta racionamento

Leia mais: Veja quanto a conta de luz vai cair nas 63 concessionárias do País

O deputado Carlos Sampaio (SP), novo líder do PSDB na Câmara, admitiu que ele e o grupo que analisou o vídeo não se ativeram às nuances de pigmento, mas minimizou a importância do assunto. "Entendemos ser vermelho, mas isso é um detalhe pequeno que faz parte de um contexto. Ela pode usar a cor que bem entender, só quisemos mostrar a mudança no comportamento dela. É a primeira vez que aparece nessa cor porque em pronunciamentos anteriores, como no último, ela vestiu preto com uma renda branca por cima."

Quem falou com a estilista Luisa Stadlander, que assina a maioria dos modelos usados por Dilma, disse que ela está chateada com a polêmica. Ela se recusa a falar publicamente sobre o assunto. O fato é que os tucanos acertaram em dizer que Dilma vem apresentando mudanças no visual. "Em doses homeopáticas", comenta Kamura.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas