'A ordem foi clara: ser objetivo, direto e concreto', afirmou Ideli Salvatti; diferentemente do 1º encontro, organizado por Lula em 2009, a presidenta quer dar um caráter técnico ao evento

A presidenta Dilma Rousseff tem se empenhado pessoalmente na tarefa quase impossível de retirar o caráter político do encontro que o governo está preparando, para o qual foram convidados mais de cinco mil prefeitos, todos os deputado e senadores. O encontro ocorrerá entre os dias 28 e 30 de janeiro, em Brasília.

Leia mais: Dilma prepara planilhas e dados do governo para criar canal com prefeitos

Leia também:  Dilma cobra metas e resultados de ministros do PT

Dilma ao lado da ministra da Cultura, Marta Suplicy
Agência Brasil
Dilma ao lado da ministra da Cultura, Marta Suplicy

Todos os ministros encarregados de fazer palestras no evento receberam a ordem de enviar para o Planalto os textos e planilhas que orientarão suas falas. A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, é a responsável por reunir o material, levar à presidenta e reenviar aos ministros, com os devidos cortes, ou seja, sem qualquer indício de prestação de contas ou de propaganda sobre o que o governo fez até aqui.

Somente as informações técnicas sobre o que o governo tem para oferecer em convênios para os municípios estão sendo admitidos pela presidenta. “A ordem foi clara: ser objetivo, direto e concreto”, disse a ministra Ideli Salvatti hoje (23), durante um café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

Giro no Nordeste: Dilma veste gibão e chapéu de couro em visita ao sertão do Piauí

Poder Online: Dilma no quintal de Eduardo Campos

Se nos discursos, a ordem é abolir o tom político, as conversas nesse sentido poderão ocorrer entre alguns prefeitos mais sortudos que já marcaram audiências com os ministros envolvidos no encontro. “Tem ministro com a agenda lotada”, disse a ministra Ideli.

O tratamento dado ao encontro marca bem a diferença de personalidade entre a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em 2009 realizou o primeiro encontro dessa natureza em Brasília, promovido por iniciativa do governo.

Na ocasião, havia até pôsteres de Lula espalhados pelo evento para que os prefeitos pudessem tirar fotos com o “apoio” do presidente. Enquanto ocorriam as palestras, oficinas e reuniões, os prefeitos, principalmente das cidades menores, se apinhavam na fila aguardando a hora de fazer o registro.

Retrospectiva 2012: Reveja as melhores cenas do governo Dilma

Estão previstas palestras do ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, que falará sobre o Plano Brasil Maior; da ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que fará o encerramento, na noite do dia 30; da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, que falará sobre o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC); do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que falará sobre inclusão digital, e do ministro da Fazenda, Guido Mantega, que participará do debate sobre “Perspectivas Econômicas para o País e o Impacto sobre os Municípios”.

Para anunciar no encontro, o governo vem preparando um pacote de medidas e investimentos, ampliando programas federais realizados em parceria com os municípios. O anúncio do pacote será feito por Dilma na abertura oficial do evento na noite do dia 28.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.