Presidente do PT defende redução de multa a condenados no mensalão

Por Ricardo Galhardo - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Diretório do PT no DF organizou um jantar com ingressos até R$ 1.000 para ajudar no pagamento das multas, como informou a coluna Poder Online

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, disse ao iG acreditar na redução das penas dos petistas condenados no julgamento do mensalão, inclusive as multas que chegam a aproximadamente R$ 1,5 milhão.

Poder Online: Com convites por até R$ 1 mil, jantar do PT pagará multas do mensalão

Leia mais: Lula, PT, OAB e CNBB querem mudar financiamento de campanha

"Os companheiros tem que ter amplo direito de defesa através dos embargos infringentes e declaratórios", disse Falcão. "Acredito na revisão das penas, principalmente as pecuniárias", completou o dirigente.

O diretório do PT no Distrito Federal organizou um jantar com ingressos entre R$ 100 e R$ 1.000 para ajudar no pagamento das multas, segundo informou a coluna Poder Online.

Na cúpula petista, no entanto, isso é considerado uma iniciativa isolada. A direção nacional não vai tomar iniciativas formais para socorrer os condenados. "A partir de agora o que tem é solidariedade pessoal", disse um dirigente.

Especial iG: Veja as penas dos 25 condenados no julgamento do mensalão

A possibilidade de que a execução das penas aconteça apenas no ano eleitoral de 2014 é vista com preocupação por setores do partido, que temem desgastes às candidaturas petistas à presidência e governos estaduais por conta da veiculação de imagens de petistas históricos como o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-presidente do PT José Genoino na cadeia.

Leia tudo sobre: ptmensalãorui falcãojulgamento do mensalão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas