Assessor do líder do PMDB na Câmara dos Deputados pede demissão

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Reportagens do jornal Folha de S. Paulo mostram que Aluizio Dutra de Almeida é sócio de empresa que recebeu dinheiro público de emendas do líder Henrique Eduardo Alves (PMDB)

Agência Estado

Agência Estado

O empresário Aluizio Dutra de Almeida, assessor do líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), pediu demissão nesta segunda-feira. Henrique Alves é o favorito na disputa para a presidência da Câmara para o próximo biênio. A eleição será no dia 1º de fevereiro. Concorrem também os deputados Júlio Delgado (PSB-MG) e Rose de Freitas (PMDB-ES).

Leia também: Líder do PMDB barra ação sobre enriquecimento ilícito

Agência Estado
O deputado Henrique Eduardo Alves

De acordo com notícias da "Folha de S.Paulo", publicadas no domingo e nesta segunda, o assessor é sócio da Bonacci Engenharia e Comércio Ltda, uma empresa que recebeu dinheiro público de emendas parlamentares do próprio Henrique Alves. Pelo menos três prefeituras do Rio Grande do Norte contrataram a empresa por meio de emendas apresentadas Henrique Alves ao Orçamento Geral da União.

Mais: Líder do PMDB na Câmara faz lobby por sócio no TCU

Também foi divulgado que o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs), controlado por Henrique Alves, repassou mais R$ 1,2 milhão para a Bonacci Engenharia por meio de convênios com prefeituras. Aluizio Dutra é também tesoureiro do PMDB do Rio Grande do Norte, cujo presidente é o deputado Henrique Alves. Ele trabalhava com o líder do PMDB desde 1998.

O deputado se empenha para ser eleito presidente da Câmara há mais de dois anos. Com o apoio do Palácio do Planalto, ele se tornou o favorito na disputa. Conta com o apoio das grandes bancadas do PT, PP, PSD, DEM, PSDB e PDT.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas