Eduardo Paes toma posse no Rio

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Evento também teve a posse do ex-prefeito César Maia na Câmara Municipal e protesto em favor dos direitos indígenas

Divulgação
Eduardo Paes tomou posse nesta terça-feira no plenário da Câmara Municipal

Começou por volta das 10h30 a solenidade de posse do prefeito Eduardo Paes e dos 51 vereadores eleitores na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, na Cinelândia.

Um dos vereadores eleitos, o ex-prefeito César Maia compõe pela primeira vez no parlamento carioca. Ele diz que em seu mandato executará os compromissos firmados na campanha eleitoral, que podem ser acompanhados pelos eleitores em seu site. "Me sinto confortável como vereador, porque fazer política é onde se está, tanto faz no Executivo quanto na Casa Parlamentar", disse Maia.

Leia:
Paes se reelege com votação recorde e garante hegemonia do PMDB no Rio


Protesto
Com faixas pedindo a preservação do antigo Museu do Índio, respeito à opinião pública e correção na política indigenista, 20 pessoas fizeram uma manifestação pacífica em frente à Câmara Municipal, durante a cerimônia de posse.

De acordo com José Guajajara, esta é a terceira vez que os manifestantes comparecem à Câmara pedindo o tombamento do imóvel histórico, ocupado desde 2006 por cerca de 30 índios, que fundaram a Aldeia Maracanã.

"A gente veio fazer uma manifestação pacífica e não deixam a gente entrar. Não é só o Museu do Índio, [é preciso respeitar também] todo o entorno do Maracanã, a Escola Friedenreich, o Ginásio Célio de Barros".

No dia 20 de dezembro, estava prevista a votação do projeto de lei do vereador Reimont (PT), que tomba o prédio onde o marechal Candido Rondon iniciou o Serviço de Proteção ao Índio, que deu origem à Funai, mas a votação foi adiada. 

(Com informações de Aurélio Gimenez, de O Dia e da Agência Brasil) 

Leia tudo sobre: rio de janeirorjeduardo paesprefeituramanifestação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas