Deputado renuncia e Genoino pode assumir a vaga na Câmara

Saída de Carlinhos Almeida (PT-SP) para tomar posse como prefeito de São José dos Campos abre caminho para o petista, condenado no julgamento do mensalão

Agência Estado |

Agência Estado

O deputado Carlinhos Almeida (PT-SP) apresentou nesta quinta-feira a carta de renúncia ao mandato, abrindo caminho para a posse, na próxima semana, do suplente José Genoino (PT-SP). Ex-presidente do PT, Genoino foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do mensalão por corrupção ativa e formação de quadrilha com pena de seis anos e 11 meses, em regime semiaberto. Ele engrossará o grupo de condenados no julgamento do mensalão com mandato de deputado: Valdemar Costa Neto (PR-SP), João Paulo Cunha (PT-SP) e Pedro Henry (PP-MT).

Genoino ao anunciar saída do governo: 'Uma injustiça monumental foi cometida'

Leia mais:  Genoino é condenado a quase 7 anos de prisão por quadrilha e corrupção 

Futura Press
Condenado pelo mensalão, José Genoino anunciou saída de cargo no governo em outubro

Carlinhos Almeida assumirá no dia 1º de janeiro de 2013, data a partir da qual valerá a sua renúncia conforme explicitou no documento enviado à Câmara, o mandato de prefeito de São José dos Campos. Assim como Almeida, outros 25 deputados que foram eleitos prefeitos nas eleições de outubro passado entregaram carta de renúncia na secretaria da Câmara. Alguns parlamentares anteciparam a data, mas 15 deles consideraram a data do dia primeiro para o afastamento definitivo.

Ex-deputado federal, Genoino poderá ocupar a vaga como suplente na coligação do PT. A renúncia de Almeida vai efetivar como titular o deputado Vanderlei Siraque (PT-SP), que exerce o mandato como suplente, e assim será liberada uma vaga para a coligação. Genoino, no entanto, terá de deixar a vaga, caso o ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), um dos titulares da bancada de São Paulo na mesma coligação, retome o mandato parlamentar.

A secretaria da Mesa da Câmara ainda não definiu se a posse dos suplentes será no dia 2, 3 ou 4 de janeiro. O primeiro secretário da Mesa, deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO), é quem deverá dar posse aos suplentes na ausência em Brasília do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG