Diplomado prefeito, Haddad elogia Kassab e prega união

Palavras do petista agradaram à bancada do PSD, que deve compor a base do futuro governo na Câmara Municipal

Agência Estado |

Agência Estado

Diplomado prefeito de São Paulo nesta quarta-feira (19), Fernando Haddad (PT) elogiou a "conduta republicana" de Gilberto Kassab (PSD) e pregou união pelo bem da cidade. Para o petista, a forma como a equipe de Kassab tem trabalhado o processo de transição precisa ser enaltecida como um modelo para a democracia.

"Quero dar um testemunho de que o prefeito tem conduzido (a transição) da maneira mais adequada, mais comprometida com o futuro da cidade. Na democracia, as divergências são discutidas durante as eleições. Depois, deve-se discutir as convergências. A cidade espera que busquemos o consenso", disse Haddad.

Com o diploma em mãos, o petista sinalizou que não pretende fazer um confronto de gestão. Pelo contrário, afirmou que em uma democracia não se pode falar em descontinuidade e já avisou que vai usar a cartela de projetos que herdará de seu antecessor. "O que está funcionando bem será mantido", afirmou.

As palavras agradaram à bancada do PSD, que deve compor a base do futuro governo na Câmara Municipal. Serão oito vereadores com poder de alterar a balança na aprovação de projetos que exigem ampla maioria, como o novo Plano Diretor. Líder do partido na Casa, Marco Aurélio Cunha comentou a posição de Haddad. "Não tem motivos para criticar o Kassab. Foi um governo excelente, que a sociedade vai saber reconhecer."

Além de Haddad, foram diplomados ontem os 55 vereadores eleitos em outubro. Ovacionado pelos colegas, Roberto Tripoli (PV), que com 132 mil votos foi o mais votado, pediu respeito ao trabalho do Poder Legislativo durante seu discurso. Segundo ele, a responsabilidade do cargo é "exuberante". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

    Leia tudo sobre: haddadprefeiturasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG