Ele é o segundo ministro negro eleito para o comando de uma corte superior neste ano; ministro se emocionou ao fazer discurso e falar de Deus

Agência Brasil

O ministro Carlos Alberto Reis de Paula será o novo presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) a partir do ano que vem. Ele foi eleito nesta quarta-feira (12), com votação unânime.

Carlos Alberto tomará posse no dia 5 de março, mas terá que deixar a corte antes de concluir os dois anos de mandato, pois se aposentará compulsoriamente em fevereiro de 2014, quando completa 70 anos . Ele integra o TST desde 1998.

Leia também:  Prestação de serviços no TST terá cota para negros

Carlos Alberto Reis de Paula tomou posse no TST (Foto de arquivo)
Agência Brasil
Carlos Alberto Reis de Paula tomou posse no TST (Foto de arquivo)


Ex-seminarista, Carlos Alberto surpreendeu os presentes ao ler um discurso após a eleição, e se emocionou ao falar sobre Deus. Ele é o segundo ministro negro eleito para o comando de uma corte superior neste ano – o primeiro foi Joaquim Barbosa, no Supremo Tribunal Federal – e é o primeiro presidente negro do TST.

A eleição já era esperada por um sistema de rodízio que leva em conta a antiguidade no tribunal. Carlos Alberto não era o vice-presidente da atual gestão porque renunciou ao cargo. Na época, ele alegou que a eleição de João Oreste Dalazen para o comando do tribunal foi ilegal.

Carlos Alberto anunciou que se afastará das atividades de professor na Universidade de Brasília (UnB) e de integrante do Conselho Nacional de Justiça. O atual corregedor, Barros Levenhagen, subirá um posto hierárquico para o cargo de vice-presidente, e Ives Gandra Martins Filho ficará na Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.