Ministro Carlos Alberto é eleito presidente do TST

Ele é o segundo ministro negro eleito para o comando de uma corte superior neste ano; ministro se emocionou ao fazer discurso e falar de Deus

Agência Brasil |

Agência Brasil

O ministro Carlos Alberto Reis de Paula será o novo presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) a partir do ano que vem. Ele foi eleito nesta quarta-feira (12), com votação unânime.

Carlos Alberto tomará posse no dia 5 de março, mas terá que deixar a corte antes de concluir os dois anos de mandato, pois se aposentará compulsoriamente em fevereiro de 2014, quando completa 70 anos . Ele integra o TST desde 1998.

Leia também:  Prestação de serviços no TST terá cota para negros

Agência Brasil
Carlos Alberto Reis de Paula tomou posse no TST (Foto de arquivo)


Ex-seminarista, Carlos Alberto surpreendeu os presentes ao ler um discurso após a eleição, e se emocionou ao falar sobre Deus. Ele é o segundo ministro negro eleito para o comando de uma corte superior neste ano – o primeiro foi Joaquim Barbosa, no Supremo Tribunal Federal – e é o primeiro presidente negro do TST.

A eleição já era esperada por um sistema de rodízio que leva em conta a antiguidade no tribunal. Carlos Alberto não era o vice-presidente da atual gestão porque renunciou ao cargo. Na época, ele alegou que a eleição de João Oreste Dalazen para o comando do tribunal foi ilegal.

Carlos Alberto anunciou que se afastará das atividades de professor na Universidade de Brasília (UnB) e de integrante do Conselho Nacional de Justiça. O atual corregedor, Barros Levenhagen, subirá um posto hierárquico para o cargo de vice-presidente, e Ives Gandra Martins Filho ficará na Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG