Aécio planeja viagens pelo Brasil em 2013 para fortalecer candidatura

O desafio do tucano para consolidar seu nome nas eleições presidenciais de 2014 é conquistar o Nordeste, reduto de Lula, e a simpatia do PSDB paulista

Luciana Lima - iG Brasília |

Defensores da candidatura de Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República em 2014 avaliam que ele terá dois grandes desafios em sua campanha: inserir-se como nome viável na região Nordeste e conquistar o PSDB de São Paulo, alinhado ao governador Geraldo Alckmin e ao candidato derrotado à Prefeitura de São Paulo, José Serra.

No próximo ano, o tucano já planeja viagens para todo País e, toda semana, uma equipe de TV acompanha o senador captando imagens de sua atuação no Senado.

Leia mais: Aécio adota cautela e diz que 'é cedo' para PSDB definir candidato 

Poder Online: PSB de Campos também quer Aécio em 2014

Divulgação
Lançado candidato em evento do PSDB, Aécio Neves adotou tom de cautela e disse que é cedo

A região Nordeste é considerada estratégica por ter sido a grande responsável pela ascensão do PT, além de ser a região mais beneficiada pelo programa Bolsa Família, marca do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em São Paulo, o objetivo é vencer a resistência dos tucanos de votar em um candidato mineiro. Apesar de o partido ter sido derrotado na capital, o PSDB sabe que o interior do Estado é um reduto tucano dividido entre Serra e Alckmin. O desafio é angariar a simpatia dessa parte do PSDB.

Saiba mais: Fernando Henrique diz que PSDB precisa de renovação

Leia também: 'Renovação é o que todos os partidos buscam', diz Aécio ao iG

Consciente da dificuldade, Aécio já deu início aos afagos ao Nordeste no Senado e planeja ir a São Paulo, antes do Natal, para conversar com o Alckmin sobre os rumos do PSDB. A conversa com Serra ainda não está marcada. De acordo com interlocutores de Aécio, ela deve ocorrer, mas depois que o tucano derrotado na disputa pela Prefeitura de São Paulo retornar ao Brasil de uma viagem aos Estados Unidos.

Leia também: De olho em 2014, PSDB já fala em reformular marketing eleitoral

Leia mais: PSDB lança Aécio Neves como candidato em 2014

No Senado, Aécio conseguiu emplacar o paraibano Cássio Cunha Lima na liderança do partido no Senado a partir do próximo ano, desbancando o serrista Álvaro Dias (PR), há dois anos líder da sigla.

Aécio também vem conversando com Tasso Jereissatti (CE) que o apoia para a presidência do PSDB, eleição que ocorrerá em maio do próximo ano. Jereissatti deve continuar como presidente do Instituto Teotônio Vilela. Outra movimentação de Aécio para ganhar apoio no Nordeste é se aproximar do socialista Cid Gomes, governador do Ceará.

Já a região Norte terá dois apoiadores de Aécio com cargo na Mesa Diretora do Senado ou em cargos de liderança. Flexa Ribeiro (PSDB-PA) deverá ocupar a vaga do partido na 1ª secretaria, no lugar de Cícero Lucena (PSDB-PB). Já Mário Couto (PSDB-PA) deverá ser o próximo líder da Minoria.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG