FHC rebate crítica sobre atuação da PF quando era presidente

Ex-presidente respondeu às declarações do ministro Gilberto Carvalho: 'Esse senhor deveria respeitar o passado e não dizer coisas levianas'

Agência Estado |

Agência Estado

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso respondeu nesta segunda-feira às declarações do ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, que, nesta segunda-feira, ao defender o atual governo das denúncias de corrupção disse que, ao contrário do governo anterior, as instituições agora têm autonomia para investigar e punir os envolvidos em corrupção. "Antes havia 'engavetador geral da República'. Com o (ex-) presidente Lula começamos a ter um procurador, com toda liberdade", disse Carvalho.

Leia mais:  Gilberto Carvalho nega ter recebido ligações de Rosemary Noronha

Reação: 'Comissão está apurando', diz Gleisi sobre investigação da PF

"Esse jovem eu até já me esqueci dele. Tenho 81 anos e tenho memória. Esse senhor deveria respeitar o passado, não o passado dele, e não dizer coisas levianas. Eu, quando assumi o governo, a Polícia Federal era uma bagunça. A escola da Polícia Federal estava fechada. Nós arrumamos tudo e por isso esse senhor precisaria pensar duas vezes antes de dizer o que não sabe. Eu não quero ficar falando, mas durante o meu governo houve senadores algemados. Achei um exagero, mas houve senadores algemados. Houve governadores irritados porque a Polícia Federal descobriu dinheiro guardado", disse Fernando Henrique, sem citar nomes.

Leia também: Comissão da Câmara aprova novo requerimento para ouvir Cardozo

O ex-presidente se referiu à Roseana Sarney, que, em 2002, quando pretendia disputar a Presidência da República, foi alvo de operação da Polícia Federal, que encontrou dinheiro não declarado na empresa Lunus Participações, administrada pelo marido, Jorge Murad Júnior.

    Leia tudo sobre: fhcgilberto carvalhooperação porto seguro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG