Aécio adota cautela e diz que 'é cedo' para PSDB definir candidato à Presidência

Lideranças tucanas, como FHC e Sérgio Guerra, lançaram hoje a candidatura do ex-governador e senador por Minas Gerais em evento do partido em Brasília

Reuters |

Reuters

Lideranças do PSDB, entre elas o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, lançaram nesta segunda-feira em Brasília como candidato à Presidência da República em 2014 o senador Aécio Neves (MG), que afirmou ser "cedo" e que "cumprirá seu papel, (mas) sem açodamento". O evento ocorreu em um hotel de Brasília e reuniu 700 prefeitos eleitos do partido e as principais lideranças da sigla, à exceção de José Serra, derrotado à prefeitura de São Paulo em outubro.

Leia mais:  PSDB lança Aécio Neves como candidato em 2014

Poder Online: PSB de Campos também quer Aécio em 2014

Leia também: De olho em 2014, PSDB já fala em reformular marketing eleitoral

Fernando Henrique, que já vinha afirmando ser a vez de Aécio representar o partido na candidatura à Presidência, também apoiou o senador para o posto de presidente do partido.

Divulgação
Lançado candidato em evento do PSDB, Aécio Neves adotou tom de cautela e diz que é cedo para 2014

"Eu acho que Aécio é um nome e que desde já tem que começar a assumir posições, não como candidato, mas como líder político. Ele faz isso, mas tem de fazer com mais intensidade. Se possível, com uma plataforma mais forte que o partido ofereça a ele", afirmou Fernando Henrique. "Ele não precisa de nada, de convenção, de nada. Ele será ungido como candidato", acrescentou.

Presidência em 2014:  Tucanos são contrários à indicação de Aécio Neves 

Evento tucano:  FHC ataca governo e diz que PSDB é diferente do PT

O atual presidente do partido, o deputado Sérgio Guerra (PE), apoiou o lançamento do nome de Aécio. "Aécio é seguramente o candidato da grande maioria do PSDB. A minha opinião pessoal e de 99% do partido é que Aécio é o verdadeiro candidato do partido. E deve ser presidente do partido, assumir o papel que o Brasil já lhe dá".

Saiba mais: Fernando Henrique diz que PSDB precisa de renovação

Leia também: 'Renovação é o que todos os partidos buscam', diz Aécio ao iG

Tanto ao falar com jornalistas quanto em seu discurso, Aécio defendeu que o partido escolha o candidato à Presidência só em 2014. "Temos antes que apresentar ao Brasil a nova agenda dos próximos anos, que fale da gestão, da refundação da federação. Temos grande agenda para ser construída. Acredito que o momento do lançamento tem que ser de forma natural. Não é esse o momento ainda", disse Aécio.

O senador mineiro chegou a ser cauteloso em excesso. Ao ser perguntado por jornalistas se já se via como líder do partido, respondeu que não conhece "na história de nenhum país civilizado pessoa que se autoproclame líder". Imediatamente, Fernando Henrique afirmou: "Eu estou te proclamando."

Aécio, que na eleição municipal deste ano viajou por vários Estados fazendo campanha para candidatos tucanos e de partidos aliados, defendeu a necessidade de o PSDB enfatizar seu discurso contrário ao governo federal e se consolidar como principal força da oposição. "Vamos construir um projeto alternativo e levá-lo à população", disse.

    Leia tudo sobre: aécio neveseleições 2014psdbfhcsérgio guerrapresidência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG