Celebridades elogiam estilo de Barbosa durante posse na presidência do STF

Ex-jogador de futebol e atual deputado Romário afirmou que ministro é 'alguém que o Brasil precisava' e Lázaro Ramos diz que sua posse na presidência é um 'ato de sabedoria'

Wilson Lima - iG Brasília |

A cerimônia de posse do ministro Joaquim Barbosa como novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) reuniu várias celebridades do esporte, da música e da dramaturgia, como o tricampeão mundial de F-1 Nelson Piquet, os atores Lázaro Ramos e Milton Gonçalves, o cantor Martinho da Vila, entre outros.

Todos foram unânimes em destacar a importância desse momento, em que o Brasil passa a ter o primeiro negro na presidência do STF. “Temos muito o que comemorar”, disse o cantor Martinho da Vila.

Leia também:  Joaquim Barbosa toma posse como novo presidente do STF

Veja o especial do iG sobre o julgamento do mensalão

O tricampeão mundial de F-1 Nelson Piquet, amigo de Joaquim Barbosa há aproximadamente dez anos, disse que hoje toda “pessoa normal tem que comemorar”. Ele afirmou que o novo presidente do Supremo provavelmente não vai mudar seu comportamento agora como o novo comandante da Corte.

“Eu acho que ele já deu um exemplo da forma como está conduzindo o julgamento do mensalão”, disse Piquet.

O ator Milton Gonçalves disse que, apesar deste momento ser simbólico, a sociedade brasileira precisa lembrar que o ministro Joaquim Barbosa chegou ao mais alto posto da Justiça brasileira por méritos próprios.

STF: Barbosa assume presidência querendo 'apagar feridas' do mensalão

Primeira sessão: Barbosa impõe novo estilo em primeira sessão no STF

“Ele tem que ser lembrando pela capacidade, pelo raciocínio, por aquilo que ele empregou na juventude, na adolescência para se tornar um homem dessa importância. Óbvio que, como negro, sou copartícipe, sou parceiro dele, mas ele está lá por mérito. Por mérito. Só isso”, destacou Gonçalves.

Já o ator Lázaro Ramos classificou a posse de Joaquim Barbosa como um “ato de sabedoria” do novo presidente. “Acho que posso resumir isso ( a posse ) em uma palavra: sabedoria, porque imagino que a Justiça não seja uma coisa tão simples de se fazer, então tem que ser sábio a cada situação”, afirmou Ramos.

O deputado federal Romário (PSB-RJ) foi além e disse que o estilo duro imposto por Barbosa no julgamento do mensalão é um recado para todos os políticos eventualmente envolvidos em casos de corrupção. “Ele é uma pessoa que o Brasil precisava”, disse o deputado federal. “Tenho certeza de que eles ( políticos envolvidos em atos de corrupção ) pensarão diferente”, complementou.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG