STF só terá uma sessão do julgamento do mensalão na próxima semana

Foi cancelada a sessão de segunda-feira e quinta-feira será a posse de Barbosa na presidência da Corte; hoje foi a última sessão de Ayres Britto

Agência Estado |

Agência Estado

O Supremo Tribunal Federal (STF) só terá uma sessão na próxima semana para apreciar o processo do mensalão , que ocorrerá na quarta-feira (21), um dia antes de o ministro Joaquim Barbosa tomar posse na presidência do tribunal. Antes do encerramento dos trabalhos desta quarta-feira, os ministros decidiram cancelar a sessão da segunda-feira, dia 19. Na quinta-feira, dia 22, o tribunal não terá sessão por causa da cerimônia de posse de Barbosa.

STF:  Ayres Britto é homenageado em sua última sessão

Leia mais:  Penas de condenados do Rural somam 42 anos

Julgamento: STF cobra política para presídios durante julgamento do mensalão

Mais uma vez, os ministros não concluíram a aplicação da pena de Rogério Tolentino, ex-advogado das empresas do grupo de Marcos Valério. Das quatro condenações impostas a Tolentino, faltava a fixação da punição pelo crime de lavagem de dinheiro. Barbosa sugeriu a pena de prisão de 5 anos, 3 meses e 10 dias. Rosa Weber abriu divergência e cobrou uma pena menor, de 3 anos e 4 meses. Os ministros começaram a votar, mas a decisão foi adiada porque Gilmar Mendes e Cármen Lúcia só votarão depois.

A sessão também foi marcada pela despedida do presidente do STF , Ayres Britto, que completa 70 anos e se aposenta no dia 18 de novembro. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG