IBGE aponta inchaço nas administrações municipais

Prefeituras e órgãos ligados às estruturas administrativas das cidades têm 5,6 milhões de pessoas, segundo o Perfil dos Municípios Brasileiros

Agência Estado |

Agência Estado

Os dados da estrutura de gestão dos municípios divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na pesquisa intitulada Perfil dos Municípios Brasileiros, revelam um inchaço das administrações nos últimos dois anos. O aumento registrado no período foi de 4,8% no número total de funcionários, que hoje chega a 5,6 milhões de pessoas em todas as prefeituras e órgãos ligados à estrutura administrativa dos municípios do País. No caso dos cargos comissionados, o aumento foi de 9,5% em relação a 2009.

Inchaço: Até animais têm secretarias nas prefeituras brasileiras

Em números absolutos, são mais de 489 mil funcionários contratados sem concurso e por indicação. Desse total, 47% tinha o nível médio de escolaridade e outros 26% nível superior. A região que teve o maior crescimento de funcionários comissionados em seus quadros administrativos foi a Norte, com 15% de crescimento. Na região, o Pará lidera o número de cargos, com 20 mil funcionários contratados por indicação.

No País, lideram o número total de cargos comissionados os Estados de São Paulo, com mais de 57 mil cargos em seus municípios, e Rio de Janeiro, com 42 mil. A Bahia aparece em terceiro lugar, com 41 mil cargos.

São Paulo: Haddad quer enxugar secretarias assim que assumir prefeitura

Fusão: Haddad deve manter número de secretarias na Prefeitura de São Paulo

O inchaço no funcionalismo municipal foi mais sentido na chamada administração indireta, que abrange empresas, autarquias e fundações municipais que auxiliam a implantação, execução e fiscalização das políticas públicas. O número de pessoas ocupadas nessa categoria cresceu 12,1% em todo o País, mas em municípios de pequeno porte, com população entre 5 mil e 10 mil habitantes, o crescimento foi de 59,9%.

A pesquisa também avaliou o nível de escolaridade dos gestores e funcionários das administrações municipais. De acordo com o levantamento, a média de escolaridade dos servidores municipais é de ensino médio, com 38% do total de funcionários. Os servidores com nível superior eram 25,9% em 2011. Já o porcentual de funcionários com pós-graduação era de apenas 6,1%. São Paulo e Distrito Federal foram as únicas unidades federativas com mais funcionários com nível superior do que de nível médio. Servidores sem instrução formal somavam 1,7% e estavam concentrados principalmente no Nordeste e Sudeste.

    Leia tudo sobre: IBGEprefeiturafuncionário público

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG