PT defende princípio da proporcionalidade na Câmara

Sistema defendido por coordenador da transição, Antonio Donato (PT), deve entregar aos petistas a presidência da Casa e a secretaria-geral ao PSDB, segundo partido mais votado

Agência Estado |

Agência Estado

Após o primeiro encontro formal entre o prefeito eleito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e a bancada de vereadores do PT paulista, o coordenador do governo de transição, vereador Antonio Donato (PT), afirmou, nesta quarta-feira, que os vereadores da sigla irão defender o princípio da proporcionalidade para a formação na nova mesa da Câmara Municipal, que toma posse em janeiro do ano que vem.

Pressão por cargos: "Não vou fazer toma lá dá cá'', diz Haddad

Leia também:  Partido de Kassab anuncia apoio a Haddad na Câmara de São Paulo

"Vamos apresentar como método para a nova mesa do Legislativo o princípio da proporcionalidade entre os partidos. Ou seja, o partido com o maior número de eleitos (PT) terá a presidência da Casa, o segundo partido mais votado (PSDB) ficará com a secretaria-geral", disse Donato, em entrevista coletiva.

Saiba mais: Kassab e Haddad formalizam equipe de transição em São Paulo

No pleito deste ano, o PT elegeu 11 vereadores e o PSDB, 9 parlamentares. Donato acredita que não haverá problemas para a proposta petista ser colocada em prática. "Defendemos essa ideia para que tenhamos unidade no parlamento, respeitando a situação e a oposição, conforme a força de cada partido." Indagado se o PT já escolheu o nome de quem poderá presidir a Câmara, ele disse que não há ainda discussão sobre este tema específico: "Estamos definindo um princípio, por enquanto não existe debate sobre nomes na bancada."

Prefeito de São Paulo:  "Vou contribuir com Haddad", diz Kassab

Donato disse também que já conversou sobre a questão da proporcionalidade com lideranças de diversos partidos, mas ainda não tratou do tema com o atual prefeito Gilberto Kassab , presidente do PSD. Kassab disse que irá apoiar a administração de Fernando Haddad. A Câmara Municipal é presidida no momento pelo vereador José Police Neto, que é do partido de Kassab, o PSD.

Além do encontro desta quarta-feira com a bancada petista na Câmara Municipal, o prefeito eleito reuniu-se na terça-feira (6) com as bancadas do PSB e PC do B, partidos que fizeram parte de sua coligação nessas eleições. Na quinta-feira(8), Fernando Haddad irá se reunir com a bancada petista na Assembleia Legislativa do Estado e na sexta-feira (9) tem encontro marcado com o deputado federal Gabriel Chalita (PMDB), candidato derrotado nessas eleições e que o apoiou no segundo turno do pleito.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG