De volta à rotina, Russomanno diz que seu voto no 2° turno é 'segredo de Estado'

Candidato derrotado no primeiro turno da corrida municipal em São Paulo começa a retomar política

Brasil Econômico - Pedro Venceslau | - Atualizada às

Brasil Econômico

Pouco mais de um mês depois do primeiro turno das eleições municipais, Celso Russomanno voltou a atender seu antigo telefone pessoal. E, como de praxe, nunca depois do terceiro toque. A vida continua e ele está em vias de voltar à TV Record com o programa “Balanço Geral”, só que em outro horário, ao meio-dia. “Também terei um quadro no matutino “Hoje em Dia”, contou o ex-prefeiturável à coluna Mosaico Político, do Brasil Econômico .

Leia também: Ao votar, Celso Russomanno lamenta ataques na eleição paulistana

Agência Estado
Russomanno foi derrotado no primeiro turno da eleição paulistana

Questionado sobre os motivos de sua derrota na reta final da campanha, Russomanno não titubeia. “Cresci demais e eles ficaram com medo. Todos voltaram suas metralhadoras contra mim. Não há como se defender com apenas 2 minutos de TV.” A pergunta que não quer calar: na intimidade da urna eletrônica, quem recebeu seu voto no segundo turno? “Esse é um segredo de estado”, responde o ex-deputado. Ele ainda não decidiu qual cargo tentará no pleito de 2014. “Vou conversar bastante com o partido sobre isso”, diz o ex-quase futuro prefeito de São Paulo. 

O deputado federal Marcos Pereira, presidente nacional do PRB, disse à coluna que conta com Russomanno para atrair novos militantes para a legenda. “O Celso terá algum cargo importante no partido. Talvez seja secretario - geral ou vice-presidente nacional”, informa o dirigente. O PRB marcou um encontro com os 78 prefeitos eleitos da legenda no próximo dia 11 de dezembro em Brasília. O ministro da Pesca, Marcelo Crivella, será a grande atração. “Talvez Russomanno participe. Ele ajudará na motivação”, diz Marcos Pereira. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG