Representação assinada por PPS e PSDB se baseia em depoimento de Valério, no qual ele afirma que foi chamado para resolver um caso de chantagem que envolveria o ex-presidente

Parlamentares da oposição protocolaram na tarde desta terça-feira (6) na Procuradoria-Geral da República (PGR) uma representação pedindo investigação do suposto envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no esquema do mensalão.

Leia mais:  Julgamento do mensalão já dura duas vezes mais que o previsto

Valério:  Defesa apresenta ao STF novo memorial para tentar reduzir pena

O deputado federal Roberto Freire, presidente do PPS, liderou o pedido de investigação, que também foi assinado pelos deputados Rubens Bueno (PPS-PR), Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP) e os senadores Alvaro Dias (PSDB-PR) e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP).

"Não damos às declarações de Marcos Valério ares de verdade. Apenas pedimos que sejam investigadas. Não podemos desqualificar uma denúncia só porque quem a faz é um bandido", afirmou Roberto Freire.

Especial iG: Saiba tudo sobre o julgamento do mensalão no STF

Cronologia: Linha do tempo explica o que foi o escândalo que marcou o governo Lula

Mensalão: Veja o dia a dia do maior julgamento da história do STF

O pedido de investigação tem como base um depoimento do empresário Marcos Valério ao Ministério Público, no qual ele afirma que foi chamado para conseguir dinheiro e resolver um caso de chantagem contra Lula e seu então chefe de gabinete Gilberto Carvalho. Os dois estariam sendo extorquidos por pessoas envolvidas no caso de corrupção e morte do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel, em 2002. Carvalho negou saber do caso. O ex-presidente não se manifestou. 

Apontado como o operador do mensalão, Marcos Valério foi condenado no julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de corrupção ativa, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e peculato. Valério estaria propondo ao Ministério Público sua inclusão no programa de proteção a testemunhas em troca de fornecer mais detalhes sobre o esquema. De acordo com o depoimento revelado na reportagem, o publicitário teria recebido ameaças de morte.

*Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.