Para novos nomes do PSDB, apoio da velha guarda é essencial para renovação

Impulsionados por resultados do PSDB no segundo turno, nomes novos da legenda defendem mudanças junto com líderes como Sérgio Guerra e Aécio Neves

Bruna Carvalho e Rafael Romer - iG São Paulo |

Impulsionados pelo resultado das urnas no último domingo, novos nomes do PSDB que disputaram a corrida municipal engordam o coro no partido em favor da renovação e dizem considerar fundamental para que isso aconteça o apoio de nomes tradicionais da sigla.

Nas eleições de 2012 , o PSDB levou a disputa com candidatos considerados novatos em cidades estratégicas, como Santos (SP), onde venceu Paulo Alexandre Barbosa, 33 anos; Maceió, onde ganhou Rui Palmeira, 36 anos; Taubaté (SP), com Ortiz Junior, 38 anos; Pelotas (RS), onde venceu Eduardo Leite , 27 anos e Blumenau, com Napoleão Bernardes, 30 anos.

Aécio Neves: 'Todos os partidos buscam renovação'

Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

Reprodução/Facebook
Napoleão Bernardes foi eleito prefeito de Blumenau aos 30 anos

Somente no segundo turno, onde estão em jogo cidades com mais de 200 mil eleitores que não decidiram a corrida na primeira etapa, sete dos nove candidatos do partido que venceram as eleições não pertenciam aos quadros tradicionais tucanos.

Apesar da derrota ainda no primeiro turno para o candidato eleito Geraldo Júlio (PSB), apoiado pelo governador Eduardo Campos (PSB), Daniel Coelho foi uma das caras novas do tucanato que mais surpreendeu nesta eleição - ficando em segundo lugar, na frente inclusive do senador Humberto Costa (PT), do partido que comandou a capital nos últimos 12 anos.

Leia também: Serra diz a tucanos que renovação é coisa do PT

No PSDB desde o ano passado, quando deixou o PV, Coelho tinha um rosto pouco conhecido até mesmo dentro do partido, e afirma que contou com o incentivo e a liberdade dada pelo presidente nacional da legenda, o deputado federal pernambucano Sérgio Guerra, pela renovação dos quadros dentro do PSDB do Estado.

Saiba mais: FHC afirma que PSDB precisa de renovação

"( Sérgio Guerra é ) um líder importante no partido ( e o fato de estar ) estimulando a inovação é muito importante. Nós criamos a renovação com apoio de lideranças antigas e mostramos que um não vem tomar espaço do outro. Acho que a renovação deve ser promovida assim", afirma.

Divulgação
Eduardo Leite foi eleito prefeito de Pelotas aos 27 anos

Além de Guerra, os candidatos novos apontam o senador Aécio Neves (PSDB-MG) como um líder que vem estimulando a renovação dos quadros. Ao iG , Aécio defendeu ontem a renovação dos quadros tucanos. "A renovação é o que todos os partidos buscam", disse o senador . O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também defendeu a renovação do PSDB no último domingo, quando o ex-governador de São Paulo José Serra saiu derrotado das urnas na capital. 

De olho em 2014, Aécio, candidato natural à Presidência, esteve nas campanhas de Rio Branco, Manaus, Belém, Recife, Salvador, São Luís, Teresina, João Pessoa e Vitória, além de cidades estratégicas no interior de São Paulo, no Sul e no Nordeste do país. Entre esses lugares visitados pelo senador, estão Blumenau, Maceió e Pelotas - exemplo de cidades em que o partido venceu com candidatos novos.

Prefeito eleito de Pelotas: 'Não me acho nenhum exemplo de beleza'

O prefeito eleito em Pelotas, Eduardo Leite, afirmou que o apoio de Aécio foi fundamental para a busca de recursos em Brasília e para convencer a executiva nacional do partido que seu nome poderia ter algum sucesso. Aos 27 anos, ele venceu a eleição na única cidade gaúcha que teve segundo turno, com 57,15% dos votos.

Divulgação
Rui Palmeira teve o apoio de Aécio Neves na campanha em Maceió

"Não tivemos nenhum tipo de resistência ( por parte da executiva nacional ). Mas imagina, há cinco, seis meses, quando fui conversar com o presidente ( do PSDB ) Sérgio Guerra, ele olhar um rapaz de 27 anos, que tinha em torno de 10% nas pesquisas... sempre causa algum tipo de reticência", disse.

Apesar de o tema da renovação ter ganhado força dentro do PSDB, alguns tucanos afirmam que o clamor pelo novo não é apenas do partido, mas sim da sociedade. "Acho que houve um movimento nacional pedindo por renovação. Vários políticos novos venceram e alguns nomes antigos foram renovados", lembra o prefeito eleito de Maceió, Rui Palmeira, e acrescenta: "O partido também tem que olhar para frente, as bancadas em São Paulo e Minas Gerais, por exemplo, têm grandes nomes. Acho que nós temos que buscar o novo sem deixar de lado o antigo".

Napoleão Bernardes, eleito em Blumenau (SC) aos 30 anos, afirma que renovação não necessariamente deve ter um critério atrelado à idade. "Na verdade, a renovação que a sociedade quer é uma renovação das práticas políticas. Uma nova gestão pública focada e orientada em resultados. (...) A renovação não passa por um critério etário, mas sim de postura, do modelo, de gestão", opinou.

    Leia tudo sobre: aécio nevespsdbeleições2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG