Marta diz que se tivesse sido candidata, teria ganhado a eleição em São Paulo

Ministra da Cultura saiu derrotada nas duas últimas eleições na capital paulista, em 2004 e 2008; ela aconselhou Haddad a ouvir poucos palpites para montar sua equipe

Agência Estado |

Agência Estado

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, afirmou nesta terça-feira que poderia ter vencido a eleição em São Paulo com mais facilidade que Fernando Haddad , mas afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acertou ao apostar na renovação do partido.

Atual prefeito:  'Vou contribuir com Haddad', diz Kassab

Prefeito eleito:  Haddad diz que pedirá urgência para bilhete mensal e fim de inspeção

"Eu acredito que o presidente Lula teve um tirocínio político raro. Ele foi realmente extraordinário. A escolha mais fácil era a minha e poderia ter ganho, talvez em uma situação mais fácil, mas ele escolheu a forma mais difícil, mas era a mais certa, a renovação”, disse a ex-prefeita que coleciona duas derrotas em disputas anteriores. Em 2004, a petista perdeu para o tucano José Serra e, em 2008, para o atual prefeito Gilberto Kassab.

A ministra voltou a elogiar Lula dizendo que ele teve "ousadia e coragem" e destacou que o PSDB, principal adversário, também iniciou um debate sobre renovação e aposta em novos quadros políticos. A ministra participa de audiência no Senado.

Agência Brasil
Marta elogia Lula, mas diz que poderia ter vencido a eleição em São Paulo com mais facilidade

Leia mais: Fernando Haddad se encontra com Lula em São Paulo

Marta também aconselhou o prefeito eleito de São Paulo a ouvir poucas pessoas para montar sua equipe que vai administrar a cidade. Ela acredita que Haddad vai inovar na escolha de seu secretariado e que ele tem plenas condições de formar um bom time.

Experiente, e como ex-prefeita da capital paulista, Marta recomendou a Haddad que evite ouvir muitos palpites. "Acho que tem de ser com o mínimo possível de gente palpitando", disse a ministra nesta terça-feira, ao deixar o Sendo, onde participou de audiência pública.

Leia mais: Montagem do governo em São Paulo e base aliada desafiam PT

Especial: Veja a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Para ela, a campanha e a trajetória de Haddad o auxiliaram para montar o secretariado. "Acho que nesse período que ele teve de preparo para a prefeitura, de conhecimento dos quadros do PT e de outros quadros que já conhecida do ministério e de sua formação acadêmica, ele já tem condições de fazer um bom secretariado, e vai inovar bastante".

*Com Agência Estado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG