Niterói: Prefeito eleito promete reabrir emergência pediátrica

"É um momento de união para Niterói iniciar um novo ciclo", disse Rodrigo Neves

Agência Brasil |

Agência Brasil

Com o resultado final das apurações, o deputado estadual Rodrigo Neves (PT) foi eleito prefeito de Niterói com 52,55% dos votos válidos, contra 47,45% de Felipe Peixoto (PDT). Neves já havia sido o mais votado no primeiro turno, com 39,35%.

Leia também:  Rodrigo Neves é eleito prefeito de Niterói

Marcelo Regua/Agência O Dia
Rodrigo Neves, prefeito eleito em Niterói

O vitorioso prometeu mudanças a partir de janeiro. “A época do abandono, do descaso com o cidadão está superada. Agora é um momento de união para Niterói iniciar um novo ciclo na sua história”.

Neves disse que, em telefonema, a presidenta Dilma Rousseff se colocou à disposição para ajudar a cidade. O prefeito eleito também recebeu ligação do governador Sérgio Cabral , com quem marcou um encontro para esta segunda-feira (29).

“Nós temos agora a oportunidade única em Niterói de ter um novo ciclo histórico com o apoio da presidenta e do governador do estado”.

Como primeiro ato, o prefeito eleito prometeu reabrir a emergência pediátrica do Hospital Getulio Vargas Filho, conhecido como Getulinho, “para devolver às mães e às crianças de Niterói a única emergência pediátrica, fechada pelo atual prefeito”.

Vereador da cidade de 1997 a 2004, Rodrigo Neves foi eleito deputado estadual em 2006 e 2010. Também exerceu os cargos de secretário municipal de Integração e Cidadania, de Desenvolvimento Econômico e estadual de Direitos Humanos.

Confira o especial do iG sobre as eleições 2012

Antiga capital do estado, antes da fusão do Rio de Janeiro com a Guanabara, Niterói tem a quarta maior economia fluminense, com Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 10,8 bilhões, e a menor incidência de pobreza (12%).

Dos 382 mil eleitores de Niterói, 17,27% não compareceram ao primeiro turno. Na votação de hoje, a abstenção subiu para 21,67%. Votos nulos somaram 11,93% e em branco foram 4,13%. Foram presas 32 pessoas por crime eleitoral na cidade e duas urnas precisaram ser substituídas.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG