Nelson Bornier promete investir no Hospital Geral de Nova Iguaçu

Prefeito eleito quer contar com a ajuda do Governo do Estado e da Prefeitura do Rio

Agência Brasil |

Agência Brasil

Prefeito eleito de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, o deputado federal Nelson Bornier (PMDB) volta a administrar a cidade após conquistar mais de 55% dos votos válidos no segundo turno, derrotando a candidata do PDT e atual prefeita, Sheila Gama.

Leia também:  Nova Iguaçu elege Nelson Bornier como prefeito

Márcio Mercante / Agência O Dia
Nelson Bornier, prefeito eleito de Nova Iguaçu

Bornier assume com o desafio de melhorar o trânsito da cidade, às áreas de saúde e saneamento e, principalmente, geração de emprego e atração de indústrias para a região - setor que sofreu esvaziamento por causa com o fracionamento do território do município nos últimas anos em consequência do crescimento populacional e de sucessivas disputas políticas.

Sobre a saúde, o prefeito eleito disse que um de seus primeiros atos é estruturar o Hospital Geral de Nova Iguaçu (municipalizado em 2012). Bornier espera contar com a ajuda do Governo do Estado e da Prefeitura do Rio de Janeiro. “Eu só tenho a agradecer ao governador Sérgio Cabral , ao vice, Luíz Fernando Pezão, e ao prefeito Eduardo Paes [ reeleito prefeito do Rio em primeiro turno ]. Qual outro município teria o prestígio de receber em dez dias por três vezes a visita do governador?", disse.

Bornier promete ainda melhorar o que chama de "péssimo sistema de abastecimento de água", segundo ele um dos maiores problemas da Baixada Fluminense. Ele também promete investimentos em educação.Segundo Bornier, desde que deixou a administração municipal há mais de dez anos, apenas uma escola foi construída na região e há “centenas de crianças fora da sala de aula porque a maioria das famílias não tem como pagar escola particular”.

Advogado e empresário, Nelson Bornier já foi prefeito de Nova Iguaçu, além dos cinco mandatos consecutivos exercidos na Câmara dos Deputados. Foi também deputado estadual por vários mandatos, secretário de Desenvolvimento da Baixada Fluminense e Municípios Adjacentes, tendo sido também vice-presidente do diretório regional do PL no Rio de Janeiro, partido onde iniciou a carreira política.

Confira o especial do iG sobre as eleições 2012

Pelos próximos quatro anos, Bornier vai administrar o maior município em extensão territorial da Baixada Fluminense, com 11,1% da área metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Nova Iguaçu é a sexta maior economia do estado e a 48ª do país. Conforme o IBGE, o Produto Interno Bruto (PIB) do município chegou, em 2009, a R$ 9,5 bilhões. A participação do setor de serviços no PIB municipal fica em torno de 88% e a da indústria, em quase 15%.

Com mais de 800 mil habitantes, Nova Iguaçu é o segundo município mais populoso da Baixada Fluminense e o quarto maior colégio eleitoral do estado do Rio, com 561 mil eleitores. Com renda per capita de R$ 237,50, o município ocupa a 45ª posição no ranking estadual em Índice de Desenvolvimento Humano. O município tem mais de um terço de sua extensão territorial coberta por florestas e abriga importantes áreas de preservação ambiental, além de uma generosa bacia hidrográfica, tendo como principais rios, o Iguaçu e o Guandu.

Nova Iguaçu tem 87 escolas estaduais e 126 municipais. De acordo com o site da prefeitura, 81% dos mais de 297 mil domicílios têm acesso ao abastecimento de água e 52% têm coleta de esgoto.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG