Ataques e 'guinada conservadora' afastaram eleitores de Serra

Reportagem do iG conversou com antigos eleitores do tucano, que desistiram de votar nele neste pleito e dizem exergar desgaste da imagem do candidato

Bruna Carvalho - iG São Paulo | - Atualizada às

Após ter sido prefeito e governador de São Paulo e ter vencido o primeiro turno da eleição à prefeitura da capital paulista este ano, o candidato do PSDB, José Serra , aparece nas pesquisas em desvantagem em relação ao seu rival , o petista Fernando Haddad . A reportagem do iG conversou com pessoas que já foram eleitoras de Serra, mas que, neste pleito, desistiram de votar no candidato. Entre os motivos citados para a mudança estão a campanha agressiva, a "guinada conservadora" do candidato e o fato de ele ter deixado a prefeitura para disputar o governo em 2006.

Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

Leia também:  Ao votar, Serra admite campanha 'difícil', mas se diz otimista

Segundo as últimas pesquisas divulgadas neste segundo turno, José Serra está 16 pontos atrás de Haddad, com 42% dos votos válidos. O petista aparece com 58%. O instituto Ibope dá um cenário semelhante: o tucano com 41% e Haddad com 59% dos votos válidos.

Futura Press
José Serra (PSDB) vota ao lado do neto Antônio neste domingo (28)

A gerente de lojas Magali Hamaoka, 41 anos, disse ter votado em Serra nas eleições para prefeito e para governador, mas ficou decepcionada com seus governos. "Vou agora votar diferente para ver se melhora", disse. Sobre o motivo pela mudança de seu voto, Magali afirmou que a campanha do candidato não foi tão propositiva quanto a de seu rival.

Leia também: 'São Paulo hoje é Brasil', diz Haddad ao votar

"Ele não falava o que ia fazer. Só atacava, atacava. Não falava de plano de governo". Segundo a eleitora, o fato de ele ter deixado a prefeitura anteriormente, para se candidatar ao governo do Estado, também infuenciou na sua mudança de posição.

A secretária Luciana Marques, 35 anos, votou no Serra em 2010, mas abandonou o candidato neste pleito. Apesar de acreditar que ele transmite "confiança", a eleitora disse que deixou de votar nele por questões pessoais. "Não é por nada que ele tenha feito. É por antipatia mesmo. Porque não gosto dele", afirmou. Luciana afirmou à reportagem que optou por anular seu voto nesta eleição.

Saiba mais: Kassab nega que seu alto índice de rejeição tenha prejudicado Serra

Outro ex-eleitor do Serra que não votou nele este ano é o professor universitário Jorge, de 59 anos, que não quis dizer o seu sobrenome. Para ele, Serra é bem preparado e um bom administrador, porém deu nos últimos meses uma "guinada conservadora", com a qual discorda. "Por uma questão de sobrevivência política, você tem que renunciar ou às suas crenças ou ao seu eleitorado", disse. "Apesar de ( Haddad ) ser um cheque em branco, eu temia que repetíssemos a eleição passada", disse Jorge em relação à eleição presidencial de 2010, quando predominou o debate religioso.

Uma eleitora que preferiu não se identificar à reportagem disse que, apesar de ter escolhido o Serra para prefeito e para governador em eleições passadas, não votará nele por conta da campanha agressiva feita por Serra na propaganda eleitoral na televisão.

Karen, 43 anos, que também não quis revelar o sobrenome, disse que votará em Haddad apesar de não ser simpática ao PT. Isso, porque, segundo ela, os médicos do Estado sofreram na gestão tucana, ficando anos sem aumento. "Não seria convicta se votasse nele ( José Serra ) de novo", disse. Ela também apontou o desgaste da imagem do candidato do PSDB como motivo da mudança de seu voto. "Eu acho que o tempo dele já deu."

Ao votar neste domingo, José Serra admitiu que esta campanha foi "difícil" , mas se disse "confiante e otimista" com o resultado nas urnas.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG