Edivaldo nega existência de milicia atuando em seu favor em São Luís

Em nota divulgada nesta segunda-feira (22), campanha do candidato do PTC classifica como "mentiroso" vídeo divulgado por adversário que denuncia existência de suposta "milicia 36"

iG São Paulo | - Atualizada às

A assessoria de imprensa do candidato à Prefeitura de São Luis Edivaldo Holanda (PTC) divulgou nesta segunda-feira (22) uma nota que classifica como “mentiroso” e “ilegal” o vídeo exibido pelo atual prefeito João Castelo (PSDB). No vídeo, publicado no site de campanha de Castelo, o atual prefeito tucano denuncia a existência de uma suposta milícia composta por agentes da segurança pública que falam em uma "missão" de apoio a Edivaldo.

Acompanhe a cobertura iG das eleições 2012

"Em mais uma tentativa desesperada de João Castelo para evitar a sua derrota, montaram um vídeo, juntando imagens de vários momentos, para criar a mentira de que existiria uma ‘milícia 36 ( número do PTC nas urnas )’”, afirma a nota.

Nas imagens, o candidato do PTC supostamente participa de uma reunião com integrantes do corpo de bombeiros, políciais e militares onde é discutida a atuação da "milícia 36". Em determinado ponto do vídeo, um dos integrantes da reunião, identificado como "Jean Marry", afirma que o grupo irá “mostrar para o nosso adversário, que com o 36 e com os militares não se brinca”.

Leia mais: Edivaldo Holanda Jr. e João Castelo vão para o 2º turno em São Luís

Segundo a nota, a coligação deve entrar na Justiça Eleitoral com o pedido a um direito de resposta, perícia no vídeo e investigação sobre a autoria da suposta montagem. A nota acusa ainda Castelo de preparar um sistema de compra de votos com o uso de repartições públicas e pede a presença de forças federais durante a votação na capital maranhense.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG