Serra diz que 'PT mente o tempo todo' e 'joga muito baixo'

Para o candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, o partido está tentando utilizar a eleição na capital paulista para 'compensar o crime do mensalão'

Agência Estado |

Agência Estado

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra , disse, neste domingo, que o PT é um partido que "mente o tempo todo" e que está tentando utilizar a eleição em São Paulo para "compensar o crime do mensalão". "Mas não vai, esse pessoal (envolvido no mensalão) vai para a cadeia mesmo", disse a jornalistas em compromisso de campanha neste domingo.

SP:  Lula compara Serra a Collor e Dilma diz que tucano repete 'baixo nível’

Adversário tucano: Serra diz que PT tem 'ideias alucinadas'

Sobre a comparação feita ontem pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , em comício do candidato petista Fernando Haddad, que o comparou aos ex-presidentes da República, Fernando Collor e Jânio Quadros , o candidato do PSDB disse que essa é uma estratégia petista. "É típico. Eles jogam baixo, muito baixo. Basta olhar o que eles falam, de ataques, de infâmias e acusam o adversário. É a maneira mais cômoda", disse.

Genéricos

Sobre a acusação de que não seria o "pai" dos remédios genéricos, Serra disse que ele não foi o inventor, mas sim o "fazedor" desses medicamentos. "O deputado Eduardo Jorge (na época do PT/SP) fez o projeto original. Eu peguei o projeto como Ministro da Saúde, refiz o projeto com a concordância dele, fiz aprovar e implementei", disse. Serra disse, ainda, que para colocar os genéricos nas prateiras ele teve que "travar uma batalha" com os laboratórios farmacêuticos.

Ibope: Em São Paulo, Haddad tem 49% e Serra, 33%

Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

"O PT não tem esse tipo inovação, até porque nem interesses eles enfrentam. Eles deixaram até de impulsionar o genérico no Brasil só porque tinha a minha marca, como largaram os mutirões de cirurgia, como largaram a questão da campanha da Aids. Eles jogam eleitoralmente e à base da mentira", afirmou.

Serra participou neste domingo de Assembleia Mensal do Movimento Universitário, no bairro da Lapa, ao lado de seu vice Alexandre Schneider. Também estavam presente no evento o senador Aloysio.

O candidato petista, Fernando Haddad, não terá agenda pública neste domingo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG