'O PDT, para manter coerência, não poderia estar do lado do Serra'

Ministro do Trabalho e do Emprego, Brizola Neto, afirma que partido constata que apoio ao candidato do PSDB foi uma decisão individual de Paulinho da Força

Brasil Econômico | - Atualizada às

Brasil Econômico

O ministro do Trabalho e do Emprego, Brizola Neto, afirmou em entrevista ao jornal Brasil Econômico que a decisão do candidato de seu partido, o PDT, em São Paulo, Paulinho da Força , de apoiar o tucano José Serra (PSDB) foi individual e contraria a posição da direção nacional da legenda, que faz parte da base aliada do governo Dilma Rousseff (PT). A Executiva nacional do PDT declarou apoio a Fernando Haddad , candidato do PT.

Poder Online: Em vídeo, Paulinho detona Serra em apoio a Dilma Rousseff

Mais Poder Online: Paulinho nega conflito com o PDT: 'Não há intervenção'

Agência Brasil
Brizola Neto durante sua posse no Ministério do Trabalho e Emprego


O apoio de Paulinho a Serra foi anunciado na semana passada. O candidato obteve 0,63% dos votos válidos nas eleições no primeiro turno, um desempenho abaixo do esperado pelo partido.

Confira:

A decisão da Executiva Nacional do PDT de apoiar Fernando Haddad (PT), após o ex-candidato do partido, Paulinho da Força, aliar-se a José Serra (PSDB), abre um racha na legenda?

A gente está constatando que é uma decisão praticamente individual do Paulinho. 

Então ele está isolado no partido, neste momento?

Até pelo o que a gente pôde ver hoje ( ontem ), com diversos dirigentes do PDT de São Paulo e de sindicatos da Força ( Sindical ) neste ato de adesão ao Haddad. A gente respeita as posições do Paulinho, mas as atribuímos a uma questão pessoal, na qual não foi feita consulta ao partido. A Executiva Nacional deliberou pelo apoio à candidatura do Haddad.

Isso terá alguma consequência ao Paulinho dentro da direção do PDT?

O PDT, para manter a coerência da sua história, não poderia estar em outro lado. Não vejo contradição nesse posicionamento. O PDT reafirma seu apoio ao Haddad, sem fazer disso uma caça às bruxas à posição do Paulinho.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG