Serra diz que Lula 'é especialista' em fazer ataques pessoais

Serra atacou uma das propostas de seu rival, Fernando Haddad, de adotar o piso nacional do magistério para os professores municipais

Agência Estado |

Agência Estado

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra , afirmou nesta quarta que o ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva é um "especialista em ataques pessoais". Serra comentou a aparição de Lula na propaganda eleitoral do adversário Fernando Haddad (PT), na qual o ex-presidente diz que os tucanos mentem sobre a suposta inexperiência de seu afilhado político.

Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

Divulgação
José Serra (PSDB) atacou proposta do rival, Fernando Haddad (PT), de adotar piso nacional do magistério para professores municipais

Leia também:  Em programa de governo, Serra recicla promessas antigas

"O Lula é especialista em fazer isso. Ataques pessoais não tem ninguém que faça mais do que ele", disse o tucano, após visita ao residencial Heliópolis, uma das favelas que teve a sua urbanização iniciada em sua gestão na Prefeitura e que foi continuada no atual governo de Gilberto Kassab (PSD).

Além das críticas a Lula, Serra atacou também uma das propostas de Haddad, que sugere a adoção do piso nacional do magistério para os professores municipais de São Paulo. "Isso é porque ele ignora que o piso no município é muito mais alto que o nacional", disse.

Durante a coletiva, o candidato tucano não respondeu a uma pergunta que envolvia o polêmico "kit anti-homofobia" - chamado de "kit-gay" -, que vem provocando muitos embates entre as duas campanhas neste segundo turno.

Tucano: Serra diz que seu kit anti-homofobia promove 'o fortalecimento da família'

TV: Serra usa mensalão e Haddad destaca saída do tucano da prefeitura

Ele argumentou que preferia falar sobre as suas propostas para a cidade e que seus adversários poderiam dizer que foi ele quem colocou o tema nesta campanha.

Ao falar de suas propostas para a capital, Serra destacou que é possível até o final do ano que vem, caso seja eleito, entregar outros 500 apartamentos na região de Heliópolis, na zona sul.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG