Em Fortaleza, DEM declara apoio a PSB e petista fica isolado

Apadrinhado pelos irmãos Cid e Ciro Gomes, Roberto Cláudio atraiu cinco partidos que tiveram candidatura própria no 1º turno e Elmano de Freitas, nenhum

Daniel Aderaldo - iG Ceará |

O candidato derrotado do DEM à Prefeitura de Fortaleza, Moroni Torgan, formalizou nesta quarta-feira (17) apoio à candidatura de Roberto Cláudio (PSB) no segundo turno, deixando Elmano de Freitas (PT) isolado sem novas adesões na disputa. O PCdoB do senador Inácio Arruda, o PDT do deputado estadual Heitor Férrer, além de PPS, PPL e PRTB se uniram aos socialistas. PSDB, PSOL, PSTU ficaram neutros.

Especial: Leia a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Divulgação
Acordo entre Torgan e Roberto Claudio foi anunciado nesta quarta-feira

Quarto mais votado no primeiro turno com 13,75% dos votos válidos, Torgan chegou a liderar as pesquisas de intenções de voto no início da campanha, mas perdeu fôlego no caminho e viu sua quarta tentativa consecutiva de administrar a capital cearense naufragar.

O democrata foi vice do ex-governador Tasso Jereissati (PSDB), responsável por iniciar na vida pública o ex-ministro Ciro Gomes (PSB), coordenador da campanha de Roberto Cláudio, e abrir caminho para o governador Cid Gomes (PSB). Há, portanto, um passado em comum entre Torgan e os irmãos Gomes que pesou para a decisão de apoiar a candidatura socialista.

Torgan, contudo, revelou ter cogitado ficar neutro. Em entrevista coletiva, contou que foi procurado pelo PT, mas optou pelo PSB porque Roberto Cláudio teria se comprometido mais com o programa de governo do DEM na área de segurança pública. O principal ponto é a criação de uma secretaria municipal de segurança, posto pleiteado pelo democrata.

    Leia tudo sobre: eleições2012eleições2012ceará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG