CPI do Cachoeira suspende mais uma vez os trabalhos e volta depois do 2º turno

Líderes que fazem parte da comissão alegam que período eleitoral prejudica o andamento das investigações e depoimentos e devem voltar depois de 30 de outubro

iG São Paulo | - Atualizada às

Os líderes partidários que integram a CPI do Cachoeira decidiram prorrogar os trabalhos da comissão. O prazo de extensão das atividades do colegiado, no entanto, será definido somente após o segundo turno das eleições. Anteriormente, a CPI encerraria as atividades no dia 4 de novembro.

Leia mais: CPI retoma trabalhos com depoimento de deputado amigo de Cachoeira

CPI do Cachoeira:  Deputado tucano confirma amizade com contraventor

Devido ao segundo turno das eleições municipais, os líderes decidiram suspender os trabalhos até o próximo dia 30 de outubro. Por isso, a reunião administrativa marcada para amanhã, que previa votação de mais de 500 requerimentos, foi suspensa.

Não é a primeira vez que a CPI do Cachoeira suspende os trabalhos durante o período eleitoral. Depois de ter as reuniões suspensas durante o mês de setembro, a comissão que investiga o bicheiro acusado de intermediar jogos ilegais e de manter esquema de corrupção que envolve políticos voltou aos trabalhos no último dia 9 com o depoimento do deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO).

Saiba mais: 'Não dedo nem meus inimigos', diz tucano amigo de Cachoeira

Especial iG: Leia as notícias sobre a CPI do Cachoeira

Para estender o tempo para investigar, é preciso o apoio de um terço dos parlamentares do Congresso. São necessárias as assinaturas de 171 deputados e de 81 senadores, assim como foi feito para criar a CPI.

O líder do PSDB na Câmara, deputado federal Bruno Araújo (PE), disse que qualquer decisão neste momento poderia ser influenciada pelo debate eleitoral. Segundo ele, os partidos de oposição defendem que a prorrogação seja por 180 dias. De outro lado, os partido da base governista preferem um tempo menor.

**Com Agência Brasil

    Leia tudo sobre: cpi do cachoeira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG