Senador tucano recebeu 14.682 votos, pouco menos que o dobro do segundo colocado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Os eleitores do iG elegeram o senador Aécio Neves (PSDB-MG) como a liderança política que mais se favoreceu dos resultados das eleições municipais em 2012. Aécio recebeu 14.682 dos mais de 27 mil votos da enquete, pouco menos que o dobro do segundo colocado, o ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva , que teve 7.993 votos. O governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), aparece em terceiro lugar, com 3.379. Marina Silva (sem partido) teve 575 votos, Gilberto Kassab (PSB), 375, e Michel Temer (PMDB), com 344 votos.

Acompanhe a cobertura iG das eleições 2012

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi eleito como a liderança política que mais cresceu com as eleições municipais de 2012
Reprodução/iG
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi eleito como a liderança política que mais cresceu com as eleições municipais de 2012

Considerado um dos principais nomes tucanos para as eleições presidenciais de 2014, Aécio comprovou sua força política no seu Estado natal de Minas Gerais, onde conseguiu reeleger já no primeiro turno o atual prefeito da capital Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB). Em uma disputa que contou com as participações do ex-presidente Lula e da atual presidenta Dilma Rousseff no palanque do candidato petista Patrus Ananias , o tucano trocou farpas com a presidenta acusando-a de ser uma "estrangeira" em Minas.

Qual liderança política mais se beneficiou do resultado das eleições de 2012?

Durante o primeiro turno da campanha, Aécio viajou pelo Brasil para apoiar outras candidaturas de tucanos e aliados no país. No itinerário do senador para solidificar sua força política no PSDB, estiveram cidades do interior de São Paulo, o Recife - onde o candidato tucano Daniel Coelho conseguiu derrubar a candidatura do senador Humberto Costa (PT) e assumir a segunda posição da disputa -, Salvador, Aracajú, além de cidade do Sul do país, como Joinville (SC).

Segundo colocado na pesquisa, Lula alavancou a arrancada de Fernando Haddad (PT) na última semana da campanha pela Prefeitura de São Paulo, o que garantiu o segundo turno entre PT e PSDB na capital. O ex-presidente também viabilizou a vitória  em cidades importantes do estado, como Jorge Lapas (PT) em Osasco - cidade em que o antigo candidato petista, João Paulo Cunha, foi condenado pelo STF no julgamento do mensalão e se retirou da disputa - e Marcio Porchmann (PT) em Campinas - onde dois ex-prefeitos foram afastados do cargo sob denúncias de corrupção.

O partido termina a disputa eleitoral com um crescimento no número de cidades governadas, elegendo 624 prefeitos no primeiro turno, um aumento de 12% em relação a 2008. Além de São Paulo, o partido está ainda na disputa por outras cinco capitais no segundo turno: Rio Branco (AC), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Salvador (BA) e Cuiabá (MT).

Terceiro colocado na enquete do iG , o presidente nacional do PSB e governandor de Pernanbuco, Eduardo Campos, também sai mais forte da disputa eleitoral em 2012. Seu partido foi o que mais cresceu na eleição municipal deste ano, proporcionalmente em relação à eleição passada e, além da prefeitura de Belo Horizonte e do Recife, segue na disputa pelas capitais Fortaleza, Campo Grande e Porto Velho.

Marina Silva (sem partido), que carrega o capital político de seus 20 milhões de votos na eleição presidencial de 2010, foi a quarta mais votada pelos internautas. A ex-presidenciável viajou por cidades como Porto Alegre para apoiar candidaturas de aliados de diversos partidos, como Adão Villaverda (PT), que ficou no terceiro lugar da disputa na capital gaúcha. Em São Paulo, Marina ajudou na eleição de Ricardo Young (PPS), que recebeu 42.098. A ex-ministra do Meio Ambiente articula agora a criação de um novo partido, que pode se beneficiar com a força do seu capital político.

Quinto colocado, o atual prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD) teve como grande ganho o crescimento de seu partido, fundado no ano passado. O PSD elegeu 491 prefeitos e se tornou a quarta força política municipal do país, atrás apenas do PMDB, PSDB e PT. O PSD apoia ainda o candidato tucano em São Paulo, José Serra. O partido pode ainda eleger César Souza Júnior em Florianópolis, garantindo uma capital para a legenda.

Último colocado na enquete, o vice-presidente da República Michel Temer (PMDB) é presidente nacional do partido que mais elegeu prefeitos no Brasil: foram 1.065 cadeiras municipais nesta eleição. Além disso, seu candidato em São Paulo, Gabriel Chalita , que contava com apenas cerca de 6% das intenções de voto em grande parte da campanha, segundo pesquisas, conquistou 13% do eleitorado. Seu apoio, que deve ir para Fernando Haddad (PT), pode ser decisivo na reta final no maior colégio eleitoral do País.

Real Time

A plataforma de enquete do iG é baseada no conceito real time, que promove uma interação completa e em tempo real entre todos os usuários do portal. O leitor poderá participar de enquetes e conferir de que forma todos os outros usuários estão votando simultaneamente. Assim, é possível acompanhar os resultados e medir as mudanças de humor dos internautas em relação aos principais temas do Brasil e do mundo.


    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.