Candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, segundo mais votado neste domingo, destacou papel das duas principais figuras do partido em sua campanha e acenou a outros partidos

Após terminar o primeiro turno da eleição como o segundo candidato mais votado em São Paulo, o candidato do PT à prefeitura, Fernando Haddad , agradeceu à militância na noite deste domingo (7), após a confirmação oficial do resultado que o coloca no 2º turno do pleito, ao lado de José Serra (PSDB). O ex-ministro da Educação se emocionou ao falar sobre a ajuda da presidenta Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à sua campanha.

Leia mais: 'Saiu o pior, agora tem que tirar o menos pior', diz Marta após resultado

Haddad se emocionou ao falar sobre a ajuda de Dilma e do ex-presidente Lula à sua campanha
Futura Press
Haddad se emocionou ao falar sobre a ajuda de Dilma e do ex-presidente Lula à sua campanha

“Recebi dois telefonemas que me emocionaram, da presidenta Dilma, do presidente Lula, pessoas que promoveram a minha candidatura e nos ajudaram a consolidar uma plataforma para a cidade de São Paulo que esteja à altura do Brasil e do mundo”, afirmou Haddad.

Leia também: Serra e Haddad disputam segundo turno da eleição em São Paulo

Fernando Haddad também fez um aceno aos demais candidatos que participaram do 1º turno da eleição em São Paulo. “Queria agradecer também aos nossos concorrentes pela forma como trataram o debate público, pela contribuição que deram, pela maneira respeitosa como se conduziram”, afirmou o petista. “Há um clima na cidade, há um sentimento comum em muitas das candidaturas, de que a cidade vive um momento importante no próximo período." 

O candidato petista citou diretamente, entre os possíveis novos aliados no segundo turno, o PRB de Celso Russomanno , o PMDB de Gabriel Chalita e o PDT de Paulinho da Força . "Temos agora uma nova etapa, de ampliação das alianças. Queremos estabelecer um contato maior com os partidos da base que não fizeram parte do nosso projeto no 1º turno. Temos um contato muito fraternal com o PDT, o PMDB, o PRB, e vamos fortalecer essa visão de ampliação do nosso arco de alianças para governar bem", disse Haddad. 

Ao falar sobre o crescimento na reta final da eleição, Haddad lembrou que no início encontrou dificuldades para deslanchar. “Foi uma jornada difícil, saímos de 3% das intenções de voto e chegamos a 29% dos votos válidos, o que é uma trajetória significativa”, apontou.

Especial iG: Leia todas as notícias sobre as eleições municipais 2012

Ao comemorar a presença no 2º turno e a votação que teve neste domingo, o candidato do PT disse que o resultado das urnas representou “a consolidação do desejo de mudança, o desejo de tempos melhores para a nossa cidade”. “Essa última etapa da campanha expressou nas urnas esse sentimento que nos moveu e nos moverá pelas próximas três semanas”, disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.