Russomanno começa a discutir nesta segunda-feira posição no segundo turno

Após resultados, Haddad diz trabalhar para garantir apoio do PRB e do PTB; Serra aproveita discurso para pedir endosso do eleitor que não lhe deu o voto no primeiro turno

Fábio Matos e Rafael Romer - iG São Paulo | - Atualizada às

O candidato derrotado do PRB à prefeitura paulistana, Celso Russomanno, começa a definir nesta segunda-feira o que pretende fazer com o capital eleitoral conquistado nas urnas neste domingo.  A posição do PRB na segunda fase da eleição deve entrar nas discussões de uma reunião marcada para esta segunda-feira. Embora evite falar sobre os planos para a nova etapa, ele adiantou neste domingo que a intenção é caminhar junto com o PTB, que o apoiou no primeiro turno.

Leia mais: Serra e Haddad vão disputar segundo turno em São Paulo

Leia também: Haddad se emociona, agradece a Lula e Dilma e planeja alianças

"Zerou tudo a partir de agora e nós vamos discutir juntos o que fazer para o segundo turno", afirmou Russomanno. "Fico muito feliz, fizemos mais de 1,3 milhão de votos. Acho que somos vencedores, estamos muito felizes”, em tom melancólico. 

Divulgação
Russomanno avisou que plano é caminhar com o PTB na segunda etapa da eleição

No fim da manhã deste domingo, horas antes do fim da apuração, o coordenador da campanha de Russomanno e presidente do PRB, Marcos Pereira, já afinava o tom sobre o assunto. "Nós continuaremos na base de apoio da presidenta Dilma, mas a realidade nacional não deve se sobrepor à municipal. Vamos discutir isso. O partido é da base do governo Dilma, mas também é da base do governo Alckmin aqui em São Paulo. E o PTB mais ainda", disse Pereira.

Apenas poucas horas após a confirmação dos resultados, tanto o petista Fernando Haddad quanto o tucano José Serra já acenavam em busca do apoio dos eleitores de Russomanno. 

Haddad aproveitou o discurso de comemoração dos resultados para dizer que trabalhará pela ampliação do leque de alianças em torno de sua candidatura e citou diretamente o PRB como um dos alvos da estratégia. "Estamos numa nova etapa. Uma etapa de montagem de alianças", disse Haddad. "Temos agora que nos aproximar dos partidos que não caminharam conosco até agora, vamos fortalecer essa visão de ampliação do nosso projeto", completou. 

Serra, por sua vez, investiu num apelo direto aos eleitores que votaram em Russomanno. "Aproveito para pedir a todos os paulistanos que não votaram em nós que agora se detenham na hipótese de votar em mim no segundo turno pelo bem do futuro de São Paulo", disse o tucano. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG