Porto Velho vai às urnas com quadro indefinido para segundo turno

De acordo com pesquisa, quatro candidatos estão tecnicamente empatados em segundo lugar; líder é Lindomar Garçon, do PV

iG São Paulo |

Reprodução/ Facebook
O candidato Lindomar Garçon (PV) participa de debate em Porto Velho, Rondônia

Os eleitores de Porto Velho (RO) vão às urnas neste domingo (7) com um quadro indefinido do já certo segundo turno na disputa para a prefeitura da capital. De acordo com a última pesquisa Ibope, divulgada em 5 de outubro, quatro candidatos estão tecnicamente empatados em segundo lugar.

O líder é Lindomar Garçon (PV), velho conhecido do eleitorado, que tenta, pela segunda vez, a Prefeitura de Porto Velho.

Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

Segundo o levantamento do Ibope, Garçon tem 33% das intenções de voto, já posicionado para levar uma vaga no segundo turno. Em seguida, vem Mauro Nazif (PSB) com 17%, Mariana Carvalho (PSDB) com 17% e Mário Português da Coimbra, do PPS, com 15%. Em quarto lugar está a petista Fátima Cleide, que soma 12%.

Fátima teve um aproveitamento abaixo do esperado na capital rondoniense. Ela não conseguiu se contagiar pela popularidade do atual prefeito, Roberto Sobrinho, também do PT, cuja gestão é bem avaliada pela população - 71% afirmam que a atual administração é ótima, boa e regular.

A candidata também não conseguiu ver transferida à sua campanha a aprovação da presidenta Dilma Rousseff (PT) na capital, que soma 91%, ente regular, boa e ótima.

Com a segunda maior arrecadação na disputa (R$ 878.609), Fátima ainda briga com um índice de rejeição de 19%, atrás somente do candidato Mário Português da Coimbra (38%).

Transmissão via satélite

Na capital de Rondônia, 12 locais terão a transmissão dos votos feita por satélite, devido à inexistência de outros meios de comunicação e da dificuldade no acesso.

Segundo a Secretaria de Tecnologia de Informação do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, entre estes locais, estão a comunidade de Santa Catarina (baixo madeira), distrito de Demarcação (12 horas de barco) e o distrito de Nova Aliança.

Das cinco aldeias indígenas no Estado habilitadas como local de votação, uma fica em Porto Velho: Aldeia Central.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG