Novato, Ratinho Junior surpreende e transforma cena eleitoral em Curitiba

Filho do apresentador Carlos Massa desbancou até candidato apoiado pelo governo do Estado, cujo grupo político está há 23 anos no poder

Wilson Lima - iG Brasília |

Após 23 anos no poder, o grupo político ligado ao governador Beto Richa (PSDB) corre o risco de perder o comando da capital do Paraná, Curitiba, justamente para um novato em uma disputa pela prefeitura e até então improvável adversário: o deputado federal Ratinho Júnior (PSC).

Ratinho Júnior lidera todas as últimas pesquisas de intenção de voto , deixando para trás o prefeito e candidato à reeleição, Luciano Ducci (PSB), endossado pelo governador Beto Richa. O pedetista Gustavo Fruet é o terceiro nas intenções de voto, seguido de Rafael Greca.

Especial: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Cola Eleitoral: Escolha seus candidatos e imprima os números para conferir na votação

Divulgação
Ratinho Junior é a grande surpresa da campanha na capital paranaense

Além de ser novato em disputas majoritárias (ele foi eleito duas vezes deputado federal), Ratinho Junior também tem o menor tempo de TV entre os principais candidatos (duas vezes e meia inferior ao prefeito de Curitiba). Ele é apoiado apenas por PC do B, PR e PT do B. Sua campanha apostou no resgate de uma “Curitiba planejada e voltada ao futuro” e incorporou propostas populistas como a concessão de fardamento escolar para crianças.

Mas, por trás das propostas, também há a força da família Massa. Ratinho Junior tem como principal cabo eleitoral o próprio pai, Carlos Alberto Massa, o apresentador de TV do SBT, Ratinho. O apresentador chegou a fazer campanha nas ruas com o filho, mas foi proibido pela Justiça Eleitoral. A proibição surtiu efeito contrário. A coordenação de campanha de Ratinho Junior utilizou a decisão da Justiça Eleitoral paranaense para dizer que ele estava sendo “perseguido” pelos donos do poder no Paraná. A ação contra a participação de Carlos Massa nos atos do filho foi impetrada pelos advogados do prefeito Luciano Ducci.

Calendário: Confira as principais datas da eleição municipal deste ano

Nessa reta final de campanha, Ratinho Junior tem sido cobrado pelos adversários pela sua falta de experiência e por ter votado a favor da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) quando era deputado federal. Mas não somente Ratinho Junior aparece como líder das pesquisas, como também é apontado como virtual vencedor em segundo turno em todas as simulações feitas pelos institutos de pesquisa.

Mesmo com o apoio de Richa, eleito com forte apoio popular em 2010, Luciano Ducci tem como o próprio trabalho seu maior entrave nas eleições. O médico tem nível de aprovação na casa dos 40%. Além disso, Ducci quebrou negativamente uma tradição de que Curitiba sempre conseguia eleger o “melhor prefeito do País” e é criticado por poucas realizações na área da saúde e é conhecido também por tocar obras inacabadas, ao contrário de Beto Richa, que o antecedeu no cargo. Ducci também tem sido acusado por adversários de superfaturamento em obras e foi investigado por crimes contra a ordem tributária e por suposto enriquecimento ilícito.

Terceiro colocado na disputa, Gustavo Fruet amarga forte queda desde as primeiras pesquisas de intenção de voto. O ex-deputado federal é um exemplo de candidato que sofreu reflexos do julgamento do mensalão. Na época em que o escândalo veio à tona, Fruet, então no PSDB, fez oposição ao governo Lula. Agora, o ex-tucano é cobrado por estar ao lado do PT - legenda com a qual o PDT faz coligação e centro do suposto esquema de compra de apoio político.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG