No Rio, 528 urnas apresentaram problemas; 129 foram substituídas

Ao todo, 5.824 estão à disposição em caso de necessidade de substituição

Agência Brasil | - Atualizada às

Agência Brasil

Das cerca de 32 mil urnas eletrônicas utilizadas nos 92 municípios do Rio de Janeiro, 527  apresentaram problemas, sendo que 129 precisaram ser substituídas, sendo 78 na capital fluminense, informou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Em Duque de Caxias foram 13 substituições e em Nova Friburgo, 10. Em Petrópolis, Campos, São de Jão de Meriti e São Gonçalo foram trocadas duas urnas, em cada município.

Especial: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Em Búzios, na Região dos Lagos, único município do estado onde há urnas biométricas, nenhum problema foi registrado até o momento, segundo o TRE. Ao todo, 5.824 estão à disposição em caso de necessidade de substituição.

Última hora: Tire suas dúvidas sobre a votação de hoje no Guia do Eleitor do iG

Subiu para 40 o número de pessoas praticando crime eleitoral, como boca de urna, na capital fluminense. De acordo com a Polícia Militar, 24 pessoas foram detidas na Rocinha, na zona sul, com material de campanha nas proximidades de locais de votação. Entre os detidos está o candidato a vereador Dr. João Ricardo, do PSDC. Em Engenho Novo, na zona norte da cidade, 12 cabos eleitorais foram detidos com panfletos e santinhos. Em Botafogo e Cosme Velho, na zona sul, quatro pessoas foram pegas em flagrante cometendo o mesmo crime.

Saiba mais: Educação Política - O que o prefeito faz com os impostos que você paga

Os detidos foram transportados para o Centro Provisório de Operações Eleitorais no Maracanã, zona norte, um dos seis centros da capital para os detidos em flagrante cometendo crime eleitoral.

Até as 17h, estão proibidos aglomeração de pessoas e veículos com material de propaganda, uso de alto-falantes, a realização de comícios, carreatas, transporte de eleitores e boca de urna e qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de candidatos em publicações, como panfletos e cartazes. A manifestação individual e silenciosa do eleitor por meio de adesivos, bandeiras e broches não está proibida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG