Candidato à vereador é preso na Favela da Rocinha

Fiscais acompanham presos na Rocinha
Severino Silva / Agência O Dia
Fiscais acompanham presos na Rocinha

250 pessoas em todo o estado do Rio já foram presas na manhã deste domingo pela Polícia Militar fazendo boca de urna. Desse total, 76 são da cidade do Rio de Janeiro. Na Baixada Fluminense foram 73 pessoas, enquanto na Região Serrana o número chegou a 83. Já na Região dos Lagos foram 6 presos e, em Itaboraí, 7. Em Macaé 5 pessoas foram detidas. As informações são da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Especial: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Última hora: Tire suas dúvidas sobre a votação de hoje no Guia do Eleitor do iG

Saiba mais: Educação Política - O que o prefeito faz com os impostos que você paga

Só na Rocinha, foram 23 pessoas presas, entre elas o candidato a vereador Doutor João Ricardo (PSDC). O grupo foi preso por PMs da UPP fazendo boca de urna para Léo Comunidade. O candidato foi preso essa semana acusado de trocar votos por cestas básicas. Os populares estavam na localidade 199, próximo ao colégio Americano. Segundo o comandante da UPP, Major Edson Santos, eles estavam com camisas de campanha, entre outros materiais, que foi apreendido.

"Eles estão afrontando as leis eleitorais e continuam achando que são donos da comunidade", disse o oficial.

Em todo o estado, cerca de 11 milhões de eleitores são esperados nas seções eleitorais dos 92 municípios. Os fluminenses vão escolher entre os 367 candidatos que disputam as prefeituras nas eleições deste ano.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.