Mais de 8 milhões de eleitores votam neste domingo em urnas biométricas

Neste ano, sistema de identificação por meio de impressão digital será usado em dois Estados completos, 5 capitais e mais 119 municípios

iG São Paulo |

Neste domingo (07) 8,2 milhões dos quase 140 milhões de eleitores brasileiros devem votar em 299 municípios com a chamada urna biométrica. O sistema, que começou a ser implantado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a partir das eleições de 2008, permite que o eleitor seja identificado a partir de sua impressão digital na hora de votar, o que diminui os riscos de fraude, já que as digitais são características individuais. “O sistema impede, por exemplo, um eleitor de votar mais de uma vez com documentos falsos ou de se passar por outra pessoa”, explica Carlos Henrique Braga, secretário-geral do TSE.

Especial: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Cola Eleitoral: Escolha seus candidatos e imprima os números para conferir antes de votar

Divulgação
O aparelho de identificação biométrica

De acordo com o tribunal, o sistema de urna biométrica já está disponível em dois Estados completos (Sergipe e Alagoas), além de cinco capitais (Aracaju, Maceió, Campo Grande, Goiânia e Curitiba), e mais 119 municípios espalhados por outras regiões do País. Braga explica que a principal dificuldade do recadastramento, além da “operação de guerra” de divulgação, é o chamado batimento. “O eleitor A cadastra sua digital, assim como o B, o C, o D e assim por diante. No final do cadastro, temos que bater todos eles um com os outros para checar se tudo está em ordem”, conta.

Para a implantação do sistema, os eleitores de cada município tiveram que passar por um recadastramento eleitoral. O TSE afirma que cerca de 700 mil eleitores não regulamentaram sua situação durante o período e agora estão inaptos para votar. Esses eleitores terão de pagar uma multa de R$ 3 por eleição perdida. A situação do seu cadastro eleitoral por ser visualizada no site do TSE.

O juiz aponta que a possibilidade de um eleitor autêntico ser negado pelo sistema biométrico é real, mas os mesários já estão preparados para lidar com a situação. “Pode acontecer, mas estamos preparados para isso, basta o eleitor estar com um documento com foto e o mesário terá condições de autenticar o voto", diz. Braga afirma ainda que, nas seções com urna biométrica, o porte do documento com foto também é obrigatório.

A expectativa é que, em 2013, 16 milhões de eleitores já votem por meio do novo sistema. Até as eleições de 2016, o tribunal espera terminar a implantação da biometria. “É a evolução natural do sistema eleitoral. Começamos com a votação em papel, seguimos para urna eletrônica, e agora implantamos a biometria”, afirma Braga.

Segundo o juiz, o sistema deve evoluir ainda para a criação do chamado registro de identificação civil (RIC). “Em um futuro não muito distante, teremos nosso RG, CPF, título de eleitor, certificado de reservista, tudo no mesmo cadastro eletrônico”, explica.

    Leia tudo sobre: eleições2012urna biométricabiometriatse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG