Infrações eleitorais não atrapalham clima de tranquilidade de Luziânia, em Goiás

Na quinta maior cidade do estado, eleitores faziam boca de urna sem preocupação com possíveis flagras. Processo eleitoral, no entanto, corre com tranquilidade

Agência Brasil |

Agência Brasil

Em Luziânia, a quinta maior cidade de Goiás, as eleições seguiram em clima de tranquilidade na manhã deste domingo (7). Apesar desta sensação, confirmada por alguns moradores, era possível constatar diversas infrações eleitorais sendo praticadas em vários locais de votação.

Especial: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Pequenos grupos concentrados em frente a algumas das 61 zonas eleitorais da cidade faziam boca de urna sem mostrar preocupação em serem flagrados. Ao telefone, uma mulher falava em voz alta: “Estou te ligando porque eu quero que você vote em uma pessoa aqui”.

Há poucos metros deste local, em outra zona eleitoral, um morador disse às gargalhadas para uma amiga: “Como você vem fazer boca de urna sem saber o nome do candidato?”.

Faça sua "cola" para não esquecer os candidatos

Apesar de representantes do cartório eleitoral da cidade afirmarem que os crimes durante eleições em Luziânia estarem diminuindo com a intensificação da fiscalização, um fiscal, que preferiu não se identificar, disse que ainda existe muita tentativa de compra de voto no município. “Existe compra de voto até dos portões [das zonas eleitorais] para dentro. Há candidato que vira rolo compressor no período eleitoral e quem vai fazer alguma coisa? Todo mundo quer se dar bem. Hoje em Luziânia quem tem dinheiro canta de galo”.

Última hora: Tire suas dúvidas sobre a votação de hoje no Guia do Eleitor do iG

Longe do centro de Luziânia, algumas pessoas consumiam bebidas alcoólicas em pequenos restaurantes. A venda de bebida é proibida, por lei, em dias de eleição.

Pelas ruas da cidade, o volume de panfletos e santinhos de candidatos espalhados, principalmente, na frente dos colégios onde são realizadas as votações, indignaram alguns moradores do município.

Veja em imagens: Sujeira de acumula nas ruas de muitas cidades

“Estou com dó dos garis. Amanhã isto aqui vai ser um desastre. Se fosse eles [garis] entregava a vassoura na mão de cada vereador para eles limparem esta sujeira”, sugeriu Luís Penha, funcionário de uma padaria na cidade.

O funcionário do Superior Tribunal de Justiça, Tiago Mota de Jesus, que viajou para votar em Luziânia, disse que ficou espantado com a situação do município. “A cidade toda assim, lotada de sujeira de propaganda de candidatos. Pelo que sei isto é crime”.

O gari Salatiel Soares da Silva disse que já começou o trabalho no domingo, mas sabe que o volume de papéis deve aumentar até amanhã. “Estou trabalhando desde às 7h30 e estou parando agora. Mas a sujeira ainda vai aumentar. Amanhã vou ter muito trabalho. Toda eleição é assim”.

Agência Brasil
Dia de votação em Luziânia (GO) segue tranquilo, apesar da sujeira acumulada nas ruas e das infrações de alguns eleitores que, sem medo de flagras, faziam boca de urna

Fiscalização

Além dos fiscais, técnicos e mesários, a partir deste ano, as eleições para prefeito e vereador no município goiano de Luziânia terão administradores das zonas eleitorais. A função foi criada para garantir mais agilidade durante as votações.

O administrador de cada uma das 61 zonas eleitorais da cidade terá que resolver os problemas que ocorrerem nesses locais durante todo o dia e será responsável pelo encerramento das votações e pela entrega das urnas.

Na capital:  Candidato do PT pode ser reeleito no primeiro turno em Goiânia

“Antes, quando os mesários tinham algum problema, eles ligavam para os cartórios. O administrador agora fica no local para resolver o problema no local de votação. Por exemplo, hoje de manhã quebraram a chave de uma urna dentro da urna eletrônica e eles resolveram”, explicou a juíza da 19ª Zona Eleitoral de Luziânia, Alice Teles de Oliveira.

No estado:  Em Águas Lindas, Polícia Federal garante a segurança nas eleições

A juíza responsável pelo processo eleitoral na cidade acredita que as votações seguirão tranquilas até o final do dia. A expectativa é que o movimento nas zonas eleitorais já esteja bastante reduzido a partir das 13h. Segundo ela, o esquema de fiscalização foi intensificado. “A apuração dos votos deve terminar até as 20h. O que demora são as urnas da zona rural", disse.

Em Luziânia, mais de 110 mil eleitores vão escolher, em único turno, o prefeito, entre quarto candidatos, e 19 vereadores, entre 200 candidatos. A votação ocorre em 61 zonas eleitorais na cidade e no entorno.

    Leia tudo sobre: eleições2012eleições2012goiasluziânia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG