Genoino: 'Vocês são urubus que torturam alma humana'

Ex-deputado que será julgado no processo do mensalão se incomodou com assédio da imprensa e desistiu de votar em São Paulo

Agência Estado |

Agência Estado

O ex-deputado José Genoino, um dos réus no processo do mensalão que está sendo julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), compareceu por volta das 8h15 desde domingo, na Universidade São Judas, em São Paulo, para votar e não falou com a imprensa. Ele limitou-se a repetir várias vezes em voz alta a frase: "Vocês são urubus que torturam a alma humana".

Acompanhe a cobertura completa da eleição

O deputado comparou o comportamento da imprensa no caso do mensalão com a tortura na época da ditadura. "A diferença é que agora não tem pau de arara, (a tortura) é com a caneta."

Genoino, na verdade, desistiu de votar. Ele só acompanhou o voto da mulher e foi embora. Na entrada da seção, parte dos jornalistas foi impedida de entrar e chegou a ser contida fisicamente por policiais militares e por seguranças da universidade.

Alguns eleitores presentes ao local de votação, ao ver Genoino, gritaram frases como: "Cadê a lei da ficha limpa?", "De Genoino (sic) não tem nada". Apenas um eleitor abraçou o deputado e lhe disse palavras de apoio.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG