Ex-prefeito com contas desaprovadas lidera a corrida pela Prefeitura de Natal

Carlos Eduardo Alves administrou a cidade de 2002 a 2008 e aguarda decisão sobre as contas do último ano de governo; mal avaliada, prefeita Micarla de Sousa não tenta reeleição

iG Ceará |

O candidato do PDT à Prefeitura de Natal, Carlos Eduardo Alves, lidera isolado as pesquisas de intenções de voto. Ex-prefeito da capital potiguar de 2002 a 2008, contudo, o pedetista teve as contas de seu último ano de governo desaprovadas pela Câmara Municipal e aguarda decisão judicial sobre o caso.

Prometendo promover uma "faxina" na cidade em 200 dias, Alves chega às urnas com 51% dos votos válidos, segundo a pesquisa do Ibope divulgada no sábado (6), beneficiado pela desistência de seu maior desafeto político, a prefeita Micarla de Sousa (PV), de disputar reeleição.

Leia mais: Candidato do PDT diz ver 'golpe' em apoio de prefeita mal avaliada

Divulgação
Carlos Eduardo (PDT), ex-prefeito de Natal, tenta voltar ao cargo: ele lidera as pesquisas de intenção de voto

Os dois protagonizaram o episódio mais conturbado da campanha em Natal. Com a gestão avaliada como “ruim” ou “péssima” por 92% do eleitorado potiguar, a prefeita resolveu declarar apoio à candidatura a contragosto do rival. Alves acusou “os adversários” de estarem aplicando um “golpe”, usando a prefeita mal avaliada para tentar prejudicá-lo.

Saiba mais: Leia todas as notícias sobre a eleição em Natal

O pedetista referia-se a Hermano Morais (PMDB), que aparece em segundo lugar na pesquisa, com 22% dos votos válidos. Apadrinhado pelo ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho (PMDB), o peemedebista negou ligação com a prefeita. “Ele afirmou isso como forma de tentar me desgastar”, disse ao iG à época.

Especial iG: Veja a página especial com tudo sobre as eleições municipais

Jornalista, hoje com 42 anos, Micarla é herdeira de uma empresa de comunicação do Rio Grande do Norte e foi âncora de um telejornal por dez anos. Ela ingressou na política em 2004 como candidata a vice-prefeita de Natal na chapa encabeçada justamente por Eduardo Alves, que o levou a reeleição. Dois anos mais tarde houve o rompimento.

Em 2008, Micarla se candidatou à prefeitura da capital e, com duras críticas contra a gestão de Alves, venceu com folga no primeiro turno e foi apontada como fenômeno eleitoral. Quatro anos depois, os seis candidatos à Prefeitura de Natal fogem da associação à prefeita.

Para Fernando Mineiro (PT), terceiro colocado pelo Ibope, com 15%, a prefeita sofreu uma "metamorfose inversa" e, de borboleta, virou uma "lagarta de fogo". “Ninguém quer o apoio dela.”

“A população está com ressaca de ter eleito alguém com muito carisma, mas que não era do ramo, não tinha experiência em gestão publica”, avaliou Rogério Marinho (PSDB), que aparece com 8% na última pesquisa Ibope, em quarto lugar. Robério Paulino (PSOL) tem 3%, e Roberto Lopes (PCB), 1%.


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG