João Alves Filho, do DEM, é líder isolado nas pesquisas e tem chance de levar a eleição já no primeiro turno, após 12 anos de governos do PT ou do PC do B

Ex-governador de Sergipe por três mandatos, João Alves Filho (DEM) lidera com folga a disputa pela Prefeitura de Aracaju na eleição municipal deste ano. Com 55% dos votos válidos na última pesquisa do Ibope , divulgada no sábado (6), ele tem chances de pôr fim, ainda no primeiro turno, a 12 anos de governos liderados pelo PT ou pelo PC do B.

Especial: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Ex-governador e ex-prefeito, João Alves Filho tem chances de levar a disputa já no primeiro turno, segundo as últimas pesquisas
Divulgação
Ex-governador e ex-prefeito, João Alves Filho tem chances de levar a disputa já no primeiro turno, segundo as últimas pesquisas

Alves Filho é é uma das principais lideranças regionais. Além de ter governado o Estado por três mandatos, ele também já foi prefeito da capital sergipana. Segundo a pesquisa, o segundo colocado na corrida municipal é Valadares Filho (PSB), cujo pai é o senador Antônio Carlos Valadares, com 34% dos votos válidos. Em seguida aparecem Vera Lúcia (PSTU), com 8%, e Reynaldo Nunes (PV), com 2%. Almeida Lima, que disputava pelo PPS e figurava em quarto lugar nas pesquisas, desistiu da candidatura nesta semana, em um pronunciamento ao vivo durante um debate.

Nas semanas que antecederam a eleição, Almeida Lima tentou minar o desempenho de Alves Filho em seu programa eleitoral na televisão com menções à Operação Navalha, de 2007, da Polícia Federal. A operação investigou desvios de verbas federais pela construtora Gautama. Em 2008, o demista e seu filho foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF).

O deputado federal Valadares Filho tem o apoio do PT, do governador Marcelo Déda, do PMDB, do vice-governador Jackson Barreto, e o PC do B, do prefeito Edvaldo Nogueira. No entanto, o socialista sofre com a impopularidade de seus apoiadores. Em Aracaju, segundo o Ibope, 39% da população considera a administração municipal ruim ou péssima, e a desaprovação é de 59%. Déda, por sua vez, tem seu governo classificado como ruim ou péssimo por 42% dos aracajuanos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.