Em Águas Lindas, Polícia Federal garante a segurança nas eleições

Votações seguem tranquilas em uma das cidades mais violentas do País, localizada no entorno de Brasília. Propagandas foram recolhidas ontem da cidade

Agência Brasil | - Atualizada às

Agência Brasil

O delegado da Polícia Federal (PF) no Distrito Federal, Marcelo Borsio, responsável pela segurança no município de Águas Lindas (GO) durante as eleições municipais, informou que, até agora, a votação ocorre de forma tranquila. “Recebemos denúncias de compra de voto e de boca de urna, mas até o momento, nenhuma foi comprovada”.

Especial: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Borsio disse que a Polícia Federal está atuando em parceria com o juiz eleitoral da comarca de Águas Lindas, Luís Flávio Cunha Navarro. “A população repassa as denúncias ao fórum, que as repassa à PF.” Para não prejudicar a operação, a PF não informa quantos agentes estão na cidade, mas o número é elevado, de acordo com Borsio. Segundo ele, há policiais uniformizados e à paisana.

Última hora: Tire suas dúvidas sobre a votação de hoje no Guia do Eleitor do iG

O juiz determinou que os cavaletes com propagandas de candidatos fossem recolhidos até ontem (6). Segundo Navarro, se ainda houver material nas ruas, ele será recolhido ao fórum e o candidato terá de pagar multa. De acordo com o juiz, no caso dos santinhos jogados na rua por cabos eleitorais, a determinação é que o lixo seja recolhido pelos candidatos em até 72 horas, sob pena de multa.

Agência Brasil
Moradores da cidade de Águas Lindas (GO), localizada no entorno do Distrito Federal reclamam do lixo deixado por candidatos pelas ruas

Os moradores reclamam da quantidade de lixo eleitoral nas ruas. “Acho um absurdo, é falta de alguém para fiscalizar”, disse o vendedor Gleberson Mariano da Silva, 28 anos, que em 1991 deixou a cidade de Ceilândia, no Distrito Federal (DF), para viver em Águas Lindas. “Quando passei [por aqui] ontem no fim da tarde, não tinha isso [material de campanha]”, contou o vendedor.

O pedreiro aposentado José Costa Alves de Oliveira, 67 anos, morador da cidade há 18 anos, também reclamou do lixo. “Vim logo cedo votar, fiquei decepcionado, é uma porcaria.” O material de campanha jogado nas ruas também incomodou a comerciante Maria Anita Viana Duarte, 48 anos. Para ela, o problema poderia ser evitado com mais fiscalização. “Todo ano [em que há eleições] eles fazem isso, fica tudo sujo”, relatou Maria Anita, que mora em Ceilândia há 25 anos, mas vota em Águas Lindas, onde é dona de uma pastelaria em há 13 anos.

Para eleitores que votam na cidade, a falta de segurança está entre os principais problemas que devem ser enfrentados pelo novo prefeito. “Tem que pôr policiamento, porque a cidade é grande. Graças a Deus nunca fui assaltada, mas tenho vizinhos de comércio que já foram”, disse a comerciante Maria Anita.

Saiba mais: Educação Política - O que o prefeito faz com os impostos que você paga

Segundo Navarro, a Justiça Eleitoral vai apurar a eventual presença de fiscais não credenciados nas seções eleitorais. Se for comprovada a irregularidade, eles serão retirados dos locais de votação.

Capital de Goiás: Candidato do PT pode ser reeleito no primeiro turno em Goiânia

No município de Águas Lindas, 69.132 eleitores estão aptos a votar. No total, a cidade tem 159.378 habitantes, de acordo com o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município tem a segunda maior densidade demográfica do estado de Goiás. São 846 habitantes por quilômetro quadrado, número que só fica atrás do registrado em Aparecida de Goiânia (1.580 moradores por quilômetro quadrado).

Os candidatos à prefeitura do município são Geraldo Messias (PP), que tenta a reeleição, Hildo do Candango (PTB), José Pereira Soares, o J.Pereira (DEM), Marco Túlio Pinto da Silva, o Tulio (PT), e Professor Juares Quirino (PSOL).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG